PESQUISA

Aluno arremessar uma cadeira e uma carteira do segundo andar do prédio de escola


Professores da Escola Estadual São José, em Passos (MG), estão de braços cruzados desde a última quinta-feira (12). Eles pretendem retomar as aulas somente nesta terça-feira (17) após uma audiência pública para debater a insegurança na Escola. A paralisação começou após um aluno arremessar uma cadeira e uma carteira do segundo andar do prédio.
Até o ministério público entrou na questão e o estudante será transferido de colégio. Mas professores querem garantias de que não haverá novos problemas. Eles narram outros casos de violência, como as constantes ameaças vindas dos alunos. 
Na noite da última sexta-feira (13) os professores realizaram uma assembleia na qual a violência Escolar foi o tema central. Na nova reunião, nesta terça (17), professores de outras Escolas também estão sendo convidados a participarem do debate. Foram chamados ainda representantes da Polícia Militar, da Superintendência Regional de Ensino, do Ministério Público, entre outros. 
A ocorrência que gerou a greve dos docentes envolveu um aluno do EJA (Educação de Jovens e Adultos) que cursa a oitava série. O professor estava de costas escrevendo na lousa quando o estudante jogou pela janela a carteira e cadeira que, por sorte, não atingiram ninguém. O caso também é objeto de investigação policial.