Pesquisar este blog

Artigos Imparcialistas: fechamento do site Megaupload.com - Crise na Era d...

Artigos Imparcialistas: fechamento do site Megaupload.com - Crise na Era d...: O fechamento do site Megaupload.com Deixa evidente uma na crise Era da Informação, e que Os avanços tecnológicos, os acessos gratuito...

Secretaria da Educação institui jornada de trabalho de dois terços em sala de aula para professores | Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Secretaria da Educação institui jornada de trabalho de dois terços em sala de aula para professores Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Artigos Imparcialistas: Video Carlos Nascimento - Brasileiros de tornaram perfeitos idiotas - “Menos a Luiza, que está no Canadá” E outras bobagens Como “ai se eu te pego” - dizem que são coisas para ser estudadas - minha bisavó já estudou e disse que isso é coisa de gente sem o que fazer...

Artigos Imparcialistas: Video Carlos Nascimento - Brasileiros de tornaram perfeitos idiotas - “Menos a Luiza, que está no Canadá” E outras bobagens Como “ai se eu te pego” - dizem que são coisas para ser estudadas - minha bisavó já estudou e disse que isso é coisa de gente sem o que fazer...

Morreu aos 73 anos nesta sexta, 20, a cantora Etta James.

por Redação
20 de Jan. de 2012 às 14:51
 
Morreu aos 73 anos nesta sexta, 20, a cantora Etta James. A informação é do site da Rolling Stone EUA. Internada primeiramente em maio por causa de uma infecção sanguínea, Etta foi diagnosticada com uma leucemia crônica e incurável no início de dezembro
.
Mais conhecida por sua versão da faixa "At Last”, de Mack Gordon e Harry Warren, Etta trabalhou no meio artístico por cinco décadas. Na lista de artistas que foram influenciadas por ela estão nomes como Beyoncé e Adele.
A artista foi inclusa na lista da Rolling Stone EUA dos 100 maiores cantores de todos os tempos e dos 500 maiores discos de todos os tempos com o disco At Last!. O maior período de sua carreira foi durante as décadas de 50 e 60, no blues e no R&B, embora tenha cantado outros estilos, como o soul, rock, gospel e jazz.
Vencedora de seis prêmios Grammy e 17 Blues Music Awards, ela entrou para o Hall da Fama do Rock em 1993. Oito anos mais tarde, passou a integrar também o Blues Hall of Fame.
Uma outra canção que fez bastante sucesso em sua voz é "I'd Rather Go Blind", ouça abaixo.

Para cumprir a Lei do Piso Nacional do Professor, o governo de São Paulo vai contar como período para atividades extraclasse um tempo que já faz parte do cotidiano docente.

SP vai contar intervalo de aula como ‘atividade extraclasse’ de professor

Secretaria Estadual da Educação também vai tirar uma aula da carga horária dos profissionais

Sexta, 20 de Janeiro de 2012, 00h11
Mariana Mandelli, de O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO - Para cumprir a Lei do Piso Nacional do Professor, o governo de São Paulo vai contar como período para atividades extraclasse um tempo que já faz parte do cotidiano docente e, na prática, é utilizado como intervalo entre aulas. Além disso, para atingir o mínimo exigido de um terço do tempo fora da sala de aula, a Secretaria Estadual de Educação vai diminuir uma aula dos professores.
A Lei do Piso, de 2008, garante que 33% da jornada sejam utilizados para correção de provas, preparação de aulas e formação profissional, entre outras atividades.
A secretaria paulista não cumpria a exigência. Na tarde de quarta-feira, 18, a Justiça determinou que o governo cumprisse em 72 horas uma liminar concedida em novembro ao Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado (Apeoesp), que exigia a aplicação da jornada da lei.
Hoje, de acordo com a pasta, um professor que tem uma jornada de 40 horas semanais diurnas passa 27,5 delas (68,7%) em classe - um total de 33 aulas. O restante (31,3%) é dividido em 4 horas para atividades extraclasse livres, como preparação de aulas e avaliação de trabalhos, e 3 horas para atividades extraclasse coletivas na escola, como reuniões.
As 5,5 horas faltantes estão em uma resolução de 2006, que determina que o professor do diurno permaneça 10 minutos a mais para cada aula e o do noturno, 15 minutos. Esse tempo extra, pela resolução, é uma complementação da carga horária e deveria ser dedicado a atividades ligadas à docência, como preenchimento do diário de classe - o que, de acordo com os sindicatos de professores, não ocorre na prática. A regra também considera que a duração da hora de trabalho é de 60 minutos, dos quais 50 são para ministrar aula.
Mudança. A nova proposta revoga essa resolução, inserindo essas 5,5 horas que, de acordo com a pasta, estavam num “limbo”, como tempo livre. Assim, uma jornada de 40 horas passa a ter 32 aulas - ou seja, 26,6 horas em classe.
Herman Voorwald, secretário da gestão Geraldo Alckmin (PSDB), afirma que a proposta atende à Lei do Piso e não prejudica os alunos, já que não diminui a duração das aulas. “Creio que a rede entenderá a proposta, mas os sindicatos talvez não entendam. Há confusão entre hora de trabalho e tempo de aula.”
Segundo Voorwald, com a mudança, o tempo extra que a resolução de 2006 determina será oficializado. “Existe um certo número de horas que não se contabilizam ao longo da jornada do docente fora da escola, e isso deve ser computado como atividade extraclasse.” Ele afirma que reduzir uma aula - tempo que será dado como livre - implica num custo anual de R$ 330 milhões e que a tendência é de que, para suprir essas aulas, os professores atuais ampliem a jornada.
Para o Centro do Professorado Paulista (CPP) e a Apeoesp, a proposta, que deve ser publicada hoje no Diário Oficial para valer antes da atribuição de aulas, que começa na segunda-feira, é “engenharia numérica”. “Eles estão criando uma jornada de 48 horas e não vão pagar 20% a mais”, afirma a presidente da Apeoesp, Maria Izabel Noronha.
Ela critica a oficialização das 5,5 horas ao tempo extraclasse. “Esse tempo surgiu quando incluíram mais uma aula na grade. Não serve para nada. O professor tem de se deslocar de uma sala para outra.” Segundo ela, a Apeoesp vai mostrar a proposta hoje à Justiça. “Nossa liminar está ganha e deve ser obedecida como está.” O sindicato pede 26 horas com alunos para uma jornada de 40 horas - proposta que o governo afirma ser inviável, pois não há docentes suficientes.

Artigos Imparcialistas: “Menos a Luiza, que está no Canadá” E outras bobag...

Artigos Imparcialistas: “Menos a Luiza, que está no Canadá” E outras bobag...: “Menos a Luiza, que está no Canadá” E outras bobagens Como “ai se eu te pego” É coisa da era da informação, Ou era da desinformação ...


“Menos a Luiza, que está no Canadá” E outras bobagens Como “ai se eu te pego” - dizem que são coisas para ser estudadas - minha bisavó já estudou e disse que isso é coisa de gente sem o que fazer...

Artigos Imparcialistas: Partidas

Artigos Imparcialistas: Partidas: Caminho e maturidade Estou outra vez de partida, Adeus juventude e suas ilusões, Adeus meu romantismo tolo, Adeus espetácu...

Aloizio Mercadante é o novo ministro da educação.

JOÃO DOMINGOS, RAFAEL MORAES MOURA, VERA ROSA / BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff deu início ontem à reforma ministerial ao confirmar a saída do ministro Fernando Haddad (Educação), que disputará a Prefeitura de São Paulo.

Para o lugar de Haddad vai Aloizio Mercadante, que deixa o Ministério de Ciência e Tecnologia. O cientista Marco Antonio Raupp substituirá o petista. A posse a cerimônia de transmissão de cargos dos novos ministros serão realizadas no dia 24, terça-feira.

Na segunda-feira deverá ser feita uma homenagem a Haddad, em comemoração às 1 milhão de vagas abertas pelo programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas nas universidades particulares a alunos carentes. O governo petista tem o ProUni na conta dos programas iniciados em sua administração que mais tiveram êxito. Será uma forte bandeira de campanha para Haddad.

Ao passar o ministério para Mercadante na terça-feira, Haddad estará livre para circular por São Paulo na quarta-feira, quando é comemorado o aniversário da cidade.

O nome de Haddad para a disputa pela Prefeitura de São Paulo foi imposto ao PT pelo ex-presidente Lula. Pesquisas eleitorais realizadas até agora mostraram Haddad girando em torno de 3% a 4% nas intenções de votos.

Raupp
A escolha de Marco Antônio Raupp para a Ciência e Tecnologia foi bancada por Mercadante e pela presidente Dilma Rousseff. Uma ala do PT paulista lutava pelo deputado Newton Lima (PT-SP). Argumentava que ele não é só político, porque em sua vida, embora fosse filiado ao PT, sempre se dedicou à ciência. Tanto é que foi reitor da Universidade Federal de São Carlos.

Havia ainda, em favor de Newton, a justificativa de que, se ocupasse a Ciência e Tecnologia, abriria uma vaga para o ex-deputado José Genoino na Câmara. Mas Dilma Rousseff, segundo um auxiliar, não quis o ônus de abrir uma vaga para Genoino no ano em que o Supremo Tribunal Federal (STF) deverá julgar o escândalo do mensalão, ocorrido em 2005. Genoino é um dos réus e poderia parecer que a presidente está tentando proteger um nome importante do PT.

Em nota distribuída ontem pela Secretaria de Comunicação Social, a presidente Dilma "agradece o empenho e a dedicação do ministro Haddad à frente de ações que estão transformando a Educação brasileira e deseja a ele sucesso em seus projetos futuros".

"Da mesma forma, (a presidente) ressalta o trabalho de Mercadante e Raupp nas atuais funções, com a convicção de que terão o mesmo desempenho em suas novas missões".

Na minirreforma é tida como certa a troca do ministro Mário Negromonte (Cidades), de Iriny Lopes (Secretaria das Mulheres), e de Paulo Roberto Pinto (Trabalho). O nome mais forte para o Ministério das Cidades é o do presidente da Autoridade Pública Olímpica m(APO), Márcio Fortes, que já ocupou a pasta por cinco anos.

Fortes disse ontem ao Estado que não foi sondado para voltar ao ministério. "Eu estou muito bem na APO", afirmou. Questionado se gostaria de retornar a Brasília - já que a sede da APO é no Rio de Janeiro -, ele desconversou. "O Ministério das Cidades não é Brasília. Trabalha no Brasil inteiro", disse.

Dilma inicia hoje a série de reuniões setoriais, com grupos de ministros, com o objetivo de definir os projetos prioritários e onde serão cortadas despesas, como antecipou o Estado. O primeiro encontro, das 9 às 19 horas, será com os ministros da área social, que cuidam do programa "Brasil sem Miséria

jornada dos docentes, 33% sejam utilizados para atividades fora da sala de aula.

A Justiça deu prazo de 72 horas, a partir da começo da noite de ontem, para a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo cumprir a liminar concedida ao Sindicato dos professores do Ensino Oficial do Estado (Apeoesp) que exige a aplicação, por parte do governo, da jornada da Lei do Piso. A liminar foi concedida em novembro e não cabe mais recurso do governo.

A Lei 11.738/2008 garante que, da jornada dos docentes, 33% sejam utilizados para atividades fora da sala de aula, como correção de provas, atendimento de alunos, preparação de aulas e cursos de formação profissional, entre outras. O índice mais atual do governo estadual, de novembro, é de 17%.

De acordo com Maria Izabel Noronha, presidente da Apeoesp, a entidade questiona o governo sobre o tema há mais de um ano. "A secretaria só começou a agir quando isso chegou à Justiça", diz.

Segundo ela, vai haver uma reunião entre os sindicatos e a secretaria para discutir o tema na tarde de hoje. Ela ainda afirma que a categoria pode entrar em greve no início do ano letivo, caso a decisão não seja cumprida.

Em nota, a secretaria afirma que a regulamentação da jornada de trabalho dos professores da rede será publicada até o fim da semana, antes do início do processo de atribuição de aulas para 2012, como já havia sido programado desde o ano passado.

CONFISSÃO NO BBB 12 : REALITY SHOW: SÍMBOLO DA SOC...

Artigos Imparcialistas: CONFISSÃO NO BBB 12 : REALITY SHOW: SÍMBOLO DA SOC...: Integridade A sociedade do prazer, Do entretenimento, do espetáculo e do sexo fácil Proporcionam-nos o Reality Show. Proporci...

POLICIA PODERÁ INVESTIGAR SUPOSTO ESTUPRO NO BBB 12

Promotoria diz que só investiga suposto estupro se a vítima, Monique Amin, fizer uma queixa formal REDAÇÃO

 
A polêmica do “Big Brother Brasil 12” continua

A polêmica  do “Big Brother Brasil 12” continua e vai parar  no Ministério Público do Rio de Janeiro. A promotoria informou que só poderá  investigar o suposto caso de estupro se a participante
Monique Amin fazer uma queixa formal.
O MP só poderá iniciar o processo se a vítima pedir a polícia que analise o caso e apenas após investigação de abertura de inquérito policial, o órgão poderia entrar no caso.
*Com informações da Folha.

Artigos Imparcialistas: Sociedade Ultramoderna

Artigos Imparcialistas: Sociedade Ultramoderna

Professor da categoria L terá de devolver salário...

Professor terá de devolver salário

Os 12 mil docentes da rede estadual que faziam parte da categoria L foram desligados em dezembro CAROL ROCHA
carol.rocha@diariosp.com.br
O governo de São Paulo desligou cerca de 12 mil professores temporários em dezembro. Os docentes faziam parte da chamada categoria L, extinta pela Lei 1.093 de 2009, que dispõe sobre a contratação de funcionários temporários pelo estado. A lei determina que todos os professores pertencentes à categoria L seriam dispensados ao final do ano letivo de 2011, o que ocorreu em 17 de dezembro passado. Os professores estão sendo convocados agora para assinar a dispensa, com data retroativa ao último dia letivo.
Além disso, eles terão de fazer a devolução do valor referente ao período entre a dispensa e o dia 31 de dezembro de 2011. Esse período varia em virtude das diferentes datas de encerramento do ano letivo de cada unidade de ensino.
Em nota, a SEE (Secretaria de Estado da Educação) informou que “os critérios para o estorno ainda serão definidos, conforme a situação de cada docente, uma vez que educadores que integravam a categoria L poderão firmar contrato com o estado para lecionar neste ano letivo”, disse, em nota. Os professores desligados não terão de cumprir a quarentena. Eles poderão participar da atribuição de aulas e iniciar o ano letivo em fevereiro, mas serão rebaixados à categoria O (temporários sem estabilidade).

Os professores da categoria O que atingiram 12 meses de aulas ininterruptas ficarão em quarentena, mas têm direito a receber 1/3 de férias.
Os 12 mil docentes dispensados também não terão direito a salário em janeiro e em fevereiro nem receberão as férias, normalmente pagas em janeiro. A SEE diz que as férias dessa categoria são pagas de forma retroativa e foram usufruídas em janeiro de 2011.

A presidente da Apeoesp (Sindicato da Educação Estadual de São Paulo), Maria Izabel Noronha,  disse que vai entrar na Justiça contra essas medidas. O sindicato tentou derrubar a lei aprovada em 2009, mas não conseguiu.
Além da Apeoesp, o CPP (Centro do Professorado Paulista) também orienta os professores a não assinarem a dispensa. “Assiná-la seria o mesmo que concordar com essa situação, o que limita as chances de possíveis medidas judiciais”, diz o presidente do CPP, José Maria Cancelliero.
Embora não informe dados, a Educação estadual de São Paulo sofre com a falta de professores. Em 2010, a pasta precisou contratar até os docentes que foram reprovados na prova anual dos temporários  porque a demanda não foi suprida somente com os concursados e com os aprovados. No último dia 4, foram nomeados 14.473 professores que passaram no último concurso. Os nove mil candidatos restantes devem ser convocados ainda neste semestre para o curso de formação de docentes.
A Educação estadual tem 222.974 docentes. Destes, 70.146 são professores temporários, sendo que 35.723 pertencem às categorias L, que foi extinta, e O (temporários sem estabilidade).


IAMSPE




O Iamspe

O Iamspe é uma entidade autárquica autônoma, sem fins lucrativos, com personalidade jurídica e patrimônio próprio. Atualmente, está vinculado à Secretaria de Gestão Pública do Estado de São Paulo. É finalidade do Instituto:
“Prestar assistência médica e hospitalar, de elevado padrão, aos seus Contribuintes e Benefiáciários”.
O Programa de Modernização do Iamspe, iniciado em 2008, ampliou a rede de  atendimento no interior e na capital, adquiriu novos equipamentos para as equipes  médicas essenciais do Hospital do Servidor Público, aumentou o quadro de servidores  e está capacitando e reciclando os funcionários do Instituto. O Iamspe possui uma  ampla rede de credenciados, que inclui consultórios, clínicas e hospitais, além da rede própria que é formada pelo Hospital do Servidor Público Estadual - HSPE e 18  Centros de Assistência Médico-Ambulatorial - Ceamas.
http://www.iamspe.sp.gov.br/

Veja a lista de classificados para a seleção de tutores de inglês a distância | Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Veja a lista de classificados para a seleção de tutores de inglês a distância Secretaria da Educação do Estado de São Paulo