Marília solidaria

Doações chegam a 2 toneladas de roupas e 150 cestas básicas (Foto: Reprodução / TV TEM)
Doações chegam a 2 toneladas de roupas e 150 cestas básicas (Foto: Reprodução / TV TEM)

FONTE: G1 MARÍLIA BAURU 
Dois dias após o forte temporal que atingiu Marília (SP) no domingo (20) ter deixado um saldo de muitas casas destelhadas e destruídas, a população da cidade recorreu à solidariedade para ajudar as famílias que ficaram desabrigadas ou perderam quase tudo.
Nesta terça-feira (22), a prefeitura da cidade já contabilizava um total de quase 2 toneladas de roupas e calçados que chegaram ao Centro de Referência do bairro Teotônio Vilela, local definido para receber os donativos. Os marilienses também doaram cerca de 150 cestas básicas.
Além de roupas e comida, outro destaque no balanço das doações ficou para os materiais de construção, em especial telhas. No total, a prefeitura já recebeu 500 telhas, quantidade que, segundo as contas da Defesa Civil, será suficiente para cobrir todas as cerca de 80 casas atingidas pelo temporal.
A prefeitura montou um abrigo no ginásio de esportes do Clube dos Bancários para receber os desabrigados e, até esta terça-feira,14 pessoas continuavam sem ter como voltar para suas casas, ou porque desabaram e então porque seguem interditadas pela Defesa Civil.
Segundo a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de Marília, Wânia Lombardi, as pessoas que estão no ginásio terão sua situação resolvida em breve.
“Provavelmente até quarta-feira, 23, todas as casas que precisam de reparos já estarão prontas e as famílias poderão retornar. Já as pessoas que estão realmente desabrigadas estão sendo encaminhadas para outros locais”, explicou a secretária.


Total de telhas já doadas deve ser suficiente para cobrir as casas atingidas (Foto: Reprodução / TV TEM)Total de telhas já doadas deve ser suficiente para cobrir as casas atingidas (Foto: Reprodução / TV TEM)
Total de telhas já doadas deve ser suficiente para cobrir as casas atingidas (Foto: Reprodução / TV TEM)
O temporal que atingiu Marília fez estragos em todas as regiões da cidade. Foram 15 minutos de ventos que passaram dos 80 km/h, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. No total, os ventos derrubaram 37 árvores, postes de energia e até a estrutura de um posto de combustíveis. Mais de 40 famílias ficaram desabrigadas, com 195 pessoas atingidas, segundo a Defesa Civil.
Segundo a CPFL, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica na cidade, a chuva causou interrupção no fornecimento de energia para 480 clientes. A Defesa Civil contabilizou 45 casas afetadas pela tempestade e duas delas terão de ser demolidas. Apesar dos estragos, ninguém se machucou.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.
Wânia Lombardi, secretária de Assistência Social, prevê para esta semana o retorno da maior parte das famílias abrigadas para suas casas (Foto: Reprodução / TV TEM)Wânia Lombardi, secretária de Assistência Social, prevê para esta semana o retorno da maior parte das famílias abrigadas para suas casas (Foto: Reprodução / TV TEM)
Wânia Lombardi, secretária de Assistência Social, prevê para esta semana o retorno da maior parte das famílias abrigadas para suas casas (Foto: Reprodução / TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário