Buscar

ESCOLAS ESTADUAIS DE RIBEIRÃO PRETO SEM PROFESSORES DE MATEMÁTICA.

Alunos de escola estadual em Ribeirão Preto estão sem professor de matemática desde maio
Segundo estudantes, professores de outras disciplinas ministram aulas esporádicas. Diretor admite problema e diz que situação foi comunicada à diretoria regional.

FONTE: G1


lunos da 8º série do Ensino Fundamental da Escola Estadual Jardim Monte Carlo em Ribeirão Preto (SP) afirmam que estão sem professor de matemática desde maio deste ano. Os pais relatam preocupação porque o conteúdo não está aplicado e eles temem o comprometimento do aprendizado dos filhos.
A direção da escola admite o problema, mas diz que professores eventuais são escalados para as aulas na ausência do titular.
Pais e alunos preocupados
A comerciante Rosenilde Araújo Rodrigues, mãe de um dos alunos, diz que o conteúdo visto no caderno do filho é muito esporádico. Na maioria das vezes, os estudantes são dispensados mais cedo da escola porque não há profissional para ministrar as aulas da disciplina.
“Não vejo quase nada no caderno do meu filho, as professoras deixaram claro que não está tendo aula de matemática. Essa semana meu filho chegou cedo três dias em casa, por que não tinha aula de matemática”, diz.

Para Rosenilde, a falta do docente habilitado para a disciplina prejudica todos os estudantes, que cumprem suas obrigações, mas que não estão tendo seu direito respeitado.
“Nossa maior preocupação é chegar o final do ano e as crianças não terem aprendido nada, e ainda correrem o risco de ter que fazer o ano novamente”, afirma.

O estudante João Marcos Matheus relata que, há algumas semanas, os alunos participaram de uma avaliação do governo do Estado e que se saíram muito mal nas questões de matemática.
“Estou muito preocupado, pois fizemos a prova do governo e não sabíamos o que responder, chutamos quase todas as questões. Quando eu recebi a minha prova, eu disse que não ia fazer, pois não temos aula, nem professor, e não tinha como responder nada”, afirma.

Descrente, o adolescente diz que todos se esforçam para estar na escola, mas que a situação é desestimuladora. “Desse jeito não adianta acordar cedo e vir pra escola, sendo que não tem aula”, reclama.
A dona de casa Mônica da Costa Souza afirma que o problema é causado pelo afastamento de uma professora, mas que os alunos são prejudicados porque não há um substituto definitivo.
“A gente tenta fazer com que eles tenham a recuperação dessas aulas, porque vai chegar o fim do ano e eles vão ter que repor essas aulas. Eles deveriam afastar ela de uma vez e colocar outra professora no lugar.”

Fonte:  http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/alunos-de-escola-estadual-em-ribeirao-preto-estao-sem-professor-de-matematica-desde-maio.ghtml


Um comentário:

  1. E vai piorar porque as condições oferecidas por este governo é a pior. Salário defasado, alunos indisciplinados,violência, falta de verba para as escolas etc.....

    ResponderExcluir