Buscar

Pesquisa diz que 49% dos docentes não indicariam a carreira para um jovem


Segundo uma pesquisa feita pelo Movimento Todos Pela Educação, 49% dos docentes não indicariam a carreira para um jovem. Entre os principais motivos para justificar a decisão estão os baixos salários e a falta de reconhecimento.

De acordo com o estudo, que entrevistou 2.160 professores da educação básica de todo país, os que têm de 11 a 30 anos de carreira são os que menos recomendam a profissão. Os mais novos, que estão há menos de 10 anos nas salas de aula, são os que mais indicam, seguidos pelos docentes que têm mais de 31 anos de prática. A etapa da educação onde lecionam também influencia. A pesquisa mostra que os professores que dão aula no Ensino Médio são os que menos recomendam a carreira, seguidos pelos do segundo segmento do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano). Os que mais indicam a profissão, por outro lado, são os das etapas iniciais (educação infantil e primeiro segmento do fundamental).




Leia mais: https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/pesquisa-mostra-que-49-dos-professores-nao-recomendam-profissao-22823861#ixzz5Ji8Q99pR 
stest 

Nenhum comentário:

Postar um comentário