Notícias: Presidente e Governo

Pesquisar no CIDADE DE MARÍLIA

CRESCE O NÚMERO DE ESCOLAS MILITARIZADAS NO BRASIL


Resultado de imagem para cresce o numero de escolas militares no brasil
Devido ao desempenho acima da média cresce o número de escolas militarizadas. 

Drogas, armas brancas e baixa aprendizagem são o prato do dia a dia das escolas de regiões vulneráveis no Brasil. Esse cenário não era diferente no Colégio Waldocke Fricke de Lyra, no perigoso bairro Tarumã, em Manaus, até a Polícia Militar assumir o controle da escola, em 2012. 

Desde então, o quadro mudou completamente: seguindo a tradicional disciplina militar – que inclui farda obrigatória, gritos de guerra e proibição do uso de celulares, além da expulsão dos “incorrigíveis” –, o colégio tornou-se um lugar seguro e atingiu um patamar de qualidade acima da média nacional e de muitas escolas particulares. Em 2015, o Ideb do colégio, índice de desempenho medido pelo Ministério da Educação, foi de 7,7, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, e de 5,9, do 6º ao 9º ano (a média nacional nessas etapas foi de 5,5 e 4,5, respectivamente). 

Essa história de sucesso não é a única no país, o que deixa os críticos do modelo com os cabelos em pé. Animados com essa performance, estados como Goiás já repassaram escolas públicas para a administração de militares – e estão satisfeitos com os resultados – e outros governos pensam seriamente em tentar esse caminho. 
Além desses casos, há ainda a experiência bem-sucedida das 13 unidades do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB), criadas pelo Exército preferencialmente para a educação dos filhos de integrantes das Forças Armadas, a maior parte delas entre as melhores instituições do país. 
Mas qual é o segredo desses colégios? 
Para os gestores, um dos trunfos é conseguir, por meio da disciplina, a motivação para o estudo contínuo e não apenas o “estudar para a prova”. O outro caminho que influencia nos resultados é a seleção dos alunos. Na maioria dos colégios do SCMB, como o Colégio Militar de Curitiba (CMC), o melhor ensino fundamental público do Paraná, antes de ingressar no 6º ano, os filhos de militares passam seis meses em aulas de reforço de português e matemática. Por sua vez, os alunos que vêm de fora precisam passar por uma prova de seleção. Com isso, um dos principais obstáculos das escolas públicas, a diferença de aprendizagem entre os alunos, é minimizada. 
Essas instituições também mantêm um grupo de professores responsáveis por avaliar os alunos de forma personalizada e os que apresentam problemas de aprendizagem contam com reforço no contraturno. No caso do CMC, os professores passam por capacitação continuada e uma parcela significativa tem mestrado e doutorado. 
“O corpo docente é altamente qualificado”, diz o professor capitão Genivaldo Pavanelli, chefe da seção de supervisão escolar do CMC. Outro ponto importante, ressalta, é que a maioria dos professores do CMC dedicam sua docência exclusivamente ao Colégio. “Desta forma, o tempo de trabalho desses profissionais está voltado para a pesquisa, planejamento e execução da atividade docente”. Outro ponto alto é a infraestrutura, que conta com quadras de esporte, ginásios, piscinas, laboratórios de física, química e biologia. 
Críticas 
Sorry, the video player failed to load.(Error Code: 101104)
O mesmo colégio, porém, que foi exemplo de desempenho em 2015, acaba de ser alvo de uma polêmica ideológica. Os alunos da escola gravaram um vídeo convidando o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para a formatura da classe. Nas imagens, o parlamentar é saudado como “salvador da pátria” pelos alunos e professores. Episódio considerado “escandaloso” pelo fundador do movimento da Escola Sem Partido, Miguel Nagib. “Não pode haver esse tipo de manifestação dentro da escola. Fere o princípio constitucional da impessoalidade”, afirmou. 
O fato alimenta medos de educadores e políticos que acreditam que a militarização muitas vezes se dá sem um estudo crítico da história, com a ausência da conscientização dos estudantes sobre o perigo de extremismos e de que o poder de coação do Estado deve seguir regras que respeitem os direitos humanos de todos. 
“Militarizar escolas para resolver problemas é um retrocesso que acredito que temos que tentar reverter”, afirmou o também polêmico ex-ministro da Educação do governo Dilma Rousseff, Aloizio Mercadante, no Pleno do Fórum Nacional de Educação (FNE), em março de 2016, mas dessa vez apoiado por educadores de todas as cores políticas. Na ocasião, o então ministro disse que historicamente essas ações tiveram resultados indesejados e tomou como exemplo a Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, que conseguiu avanços tecnológicos a custo de sacrifícios éticos e morais. “Faltava uma visão de democracia, de direitos humanos, de tolerância, de valores de cidadania que nós queremos na escola, que precisa construir. Não é batendo continência e marchando que você resolve estes problemas”, criticou. 
Professores como Thiago Melo, professor de Filosofia graduado pela UFPR e que exerceu a docência no Colégio da Polícia Militar do Paraná (CPM), a 31ª melhor nota do estado no Enem 2015, também não veem com bons olhos o processo de militarização dos colégios. E lembram que boa parte das boas notas vem da seleção dos alunos. 
“É um processo muito equivocado”, diz. “O problema da educação brasileira não está na ausência de ‘virtudes’ que, supostamente, só os militares possuem. É a falta de autonomia administrativa na maior parte das escolas, de autonomia pedagógica e o respeito à capacidade profissional do professor. Nesta situação, por exemplo, o professor não pode nem cobrar disciplina dentro da sala. A disciplina não é um hábito exclusivo de militares, mas, infelizmente, até isso se tornou um privilégio deles”, lamenta. 
Rede “particular” 
A discussão vai longe. Em defesa dos colégios militares, professores afirmam que o caso envolvendo o deputado Bolsonaro é uma exceção. E é verdade. Seja como for, os bons resultados acadêmicos desses colégios estão desencadeando mais um fenômeno: a criação de escolas particulares inspiradas nos moldes militares, como o Colégio da Vila Militar (CVM), em Curitiba, que será mantido pela Associação da Vila Militar (AVM). Um mês depois do anúncio da criação da instituição, 700 adolescentes registraram interesse em se inscrever. 
“A nossa maior inspiração é o CPM, que já vem atuando durante muitos anos e é referência no ensino paranaense”, declara o Coronel Douglas Sabatini Dabu, da AVM, um dos responsáveis pela implantação do CVM. “Vimos a possibilidade de fazer o colégio para atender os associados e a demanda que o CPM não é capaz. É particular porque é ligado à associação”. 
Sobre a militarização em outros estados, Dabul prefere não generalizar. “Cada estado tem uma característica própria para a militarização e seus próprios motivos para suas ações”, afirma. “É uma somatória de esforços. Não existe desempenho escolar sem participação da família, dos professores e do próprio aluno”, garante.
Resultado de imagem para cresce o numero de escolas militares no brasil

Processo Seletivo da Prefeitura de Jaboticabal: inscrições abertas para 21 vagas no Ensino Médio Completo


Resultado de imagem para jaboticabal prefeituraPrefeitura Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, está com inscrições abertas para o seu Processo Seletivo com oportunidades para Ensino Médio Completo. Ao todo são 21 vagas distribuídas nas funções de Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate a Endemias. As cargas horárias são de 40 horas semanais e os salários de R$1.495,01 mais o benefício de Cesta Básica.
As inscrições poderão ser realizadas até o dia 06 de agosto de 2018 somente no endereço eletrônico do INSTITUTO MAIS (www.institutomais.org.br), empresa organizadora do certame.
O boleto referente a taxa de inscrição, no valor de R$48,00, poderá ser pago, em toda rede bancária, até o dia 07 de agosto de 2018.
As Provas Objetivas serão aplicadas na cidade de Jaboticabal/SP, na data prevista de 02 de setembro de 2018. Os horários e locais de Prova serão disponibilizados por meio de Edital de Convocação a ser publicado nos sites do INSTITUTO MAIS (www.institutomais.org.br) e da Prefeitura Municipal de Jaboticabal (www.jaboticabal.sp.gov.br).
INSTITUTO MAIS disponibiliza o Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC), por meio do telefone (11) 2659-5746, dúvidas também podem ser esclarecidas por meio do e-mail sac@institutomais.org.br, o atendimento é feito de segunda à sexta das 08h30min às 12h30min e das 13h30min às 17h30min, exceto feriados.

UMES: União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo

CCES5412
CPC-UMES Filmes



Região Centro
Fone: 3289-7477
Rua Rui Barbosa, 323 – Bela Vista
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9h às 18h


Metrô Ana Rosa
Fone: 5084-2835
Rua Vergueiro, 2485 – Vila Mariana
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9h às 17h
 
Região Sul
Fone: 5521-0875
Rua Barão de Duprat, 312 – 2º andar – Santo Amaro
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9h às 17h

Região Norte
Fone: 2306-7695
Rua Duarte de Azevedo, 448 – sala 34 – Santana
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9h às 17h

Região Leste
Fone: 2642-0451
Rua Padre João, 128 – Sala 12 – Penha
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9h às 17h

Região Oeste
Fone: 3672-7647
Rua Monteiro de Melo, 67 Sala 12 – Lapa
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9h às 17h

Contato, dúvidas ou reclamações
(11) 3289-7477

Assessoria de Imprensa
(11) 3289-7477

O município de Marília recebeu do Ministério da Saúde certificado de reconhecimento pela realização de testes rápidos de Aids em 100% dos pacientes com diagnóstico positivo para tuberculose.

Saúde de Marília é premiada por 100% de cobertura na campanha “Fique Sabendo”


Saúde de Marília é premiada por 100% de cobertura na campanha “Fique Sabendo”
O município de Marília recebeu do Ministério da Saúde certificado de reconhecimento pela realização de testes rápidos de Aids em 100% dos pacientes com diagnóstico positivo para tuberculose.
A cobertura foi obtida com o empenho do Programa Municipal de Prevenção às ISTs/Aids (Infecções Sexualmente Transmissíveis), da Vigilância Epidemiológica.
A testagem desse público é considerada estratégica para evitar agravos à saúde e perdas de vidas, uma vez que a tuberculose é a principal causa de morte de soropositivos. Os casos mais graves decorrem, em geral, de desconhecimento da doença e diagnóstico tardio.
O resultado de 100% de testagem no município foi obtido na Campanha Fique Sabendo, realizada no final de 2017, durante mobilização para promover informação, diagnóstico e tratamento de Aids e doenças sexualmente transmissíveis.
A secretária municipal da Saúde, Kátia Santana, parabenizou a equipe e lembrou que a rede oferece, rotineiramente, uma série de serviços, incluindo exames para diversas doenças. “A prevenção evita dores, sofrimento, altos custos socioeconômicos para o país e, principalmente, vidas preciosas”, disse a gestora.
ANTIGO E PRESENTE
Considerada doença histórica (até em múmias já foram encontrados indícios da infecção), a tuberculose tem cura e acomete cerca de 70 mil pessoas no Brasil, por ano. Porém, o surgimento do HIV gerou uma nova situação: pessoas infectadas pelo vírus da Aids têm quase 30 vezes mais chance de adoecer com tuberculose.
A enfermeira Alessandra Pereira de Souza, responsável pelo programa, relata que atualmente 26 pacientes estão em tratamento contra a tuberculose na cidade. Quem tem apenas a doença respiratória é tratado na rede básica. Já as pessoas em comorbidade (mais de uma doença combinada) são acompanhadas no SAE (Serviço de Atendimento Especializado).
“Esse reconhecimento do Ministério da Saúde é resultado do trabalho da equipe especializada e da rede municipal como um todo. As unidades básicas (UBSs e USFs) são muito importantes para que tenhamos esse vínculo com o paciente e possamos fazer o acompanhamento. Compartilhamos a conquista”, disse a enfermeira.
ALERTA
Segundo dados do Ministério da Saúde, entre 10% e 12% das pessoas com a doença respiratória são também infectadas pelo vírus da Aids. Por isso é importante que o monitoramento seja contínuo, ou seja, testes rápidos em pessoas com tuberculose e observação de sintomas respiratórios, em soropositivos.
Os principais sintomas relatados são perda de peso, tosse, catarro, febre e sudorese (especialmente à noite). Esses indícios devem ser comunicados à equipe de saúde sem demora. O teste para tuberculose é simples e feito em todas as unidades básicas, mediante a coleta de escarro.
  Foto: Júlio César de Carlis
 Profissionais que fazem parte da equipe da Vigilância Epidemiológica, acompanhados da secretária Kátia Santana e do prefeito Daniel Alonso

Marília foi a campeã geral da 62ª edição dos Jogos Regionais



A pós 11 dias de competições em diversas modalidades, a 62ª edição dos Jogos Regionais chegou ao fim na noite da última sexta-feira (13), em cerimônia realizada no ginásio Neusa Galetti, em Marília. Além de ficar com título na classificação geral, a cidade sede também foi parabenizada pela organização do evento.


“Os Jogos Regionais transcorreram normalmente. Depois de muito tempo que Marília não trazia nenhum evento de grande porte, o município deu conta com maestria, apresentando bons ginásios e locais de competição. Tudo deu certo e a cidade está de parabéns pela realização. Temos certeza que se os Jogos Abertos vierem para cá, estarão em um bom local”, destacou o chefe do Comitê Organizador da competição, Edvaldo Benedito de Brito.


Entre os dias 3 e 13 de julho, mais de seis mil atletas e dirigentes, de 63 municípios da 7ª Região Esportiva do Estado de São Paulo, disputaram 26 modalidades nesta edição dos jogos.


O prefeito Daniel Alonso falou sobre o sucesso da competição. “Há 23 anos que Marília não era sede dos Jogos Regionais e o evento alcançou pleno êxito. O mais importante é que todos os municípios ficaram satisfeitos com a estrutura e a organização. Parabenizo o secretário Eduardo Nascimento e toda a equipe da SELJ (Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude) pelo empenho e determinação na realização dos Regionais. Agora vamos tentar trazer também os Jogos Abertos do Interior, que seria inédito para Marília.”


O secretário municipal de Esportes, Lazer e Juventude, Eduardo Nascimento, mostrou-se satisfeito ao final da competição.


“Segundo o próprio professor Edvaldo Brito, os jogos sediados em Marília foram o melhor dos últimos anos. Isto nos deixa bastante orgulhoso, pois é um trabalho de equipe. Agradeço primeiro a Deus por ter dado tudo certo, ao prefeito Daniel Alonso pela confiança no nosso trabalho e todas as secretarias que nos deram todo suporte e respaldo para a realização dos Jogos Regionais. Estou grato à Diretoria de Ensino e aos diretores das escolas municipais por cederem as unidades para o alojamento das delegações. No ano passado recebemos os Jori (Jogos Regionais dos Idosos), agora os Jogos Regionais e temos carta branca do prefeito Daniel para tentar trazer os Jogos Abertos do Interior para este ano ou 2019. Vamos trabalhar para isso. Parabenizo todos os municípios participantes e Marília por mais um título conquistado.”





Último dia




No último dia de competições, Marília conquistou mais três títulos, vencendo no futebol masculino (2 a 1 na final sobre Presidente Venceslau), tênis de mesa masculino (3 a 0 sobre Presidente Venceslau) e tênis de mesa feminino (3 a 0 sobre Ourinhos).


Os marilienses obtiveram ainda dois segundos lugares, no futebol feminino (derrota de 2 a 0 para Ourinhos na final) e no vôlei masculino (derrota de 3 sets a 0 para Martinópolis). As equipes de bocha (vitória de 2 a 0 sobre Ourinhos) e de vôlei feminino (vitória de 3 sets a 1 sobre Tupã) ficaram em terceiro lugar; enquanto a ginástica rítmica ficou em quarto lugar.



Marilienses obtiveram o segundo lugar no futebol feminino (Foto: Christian Cabrini/SELJ Marília)


No geral, Marília conquistou 20 medalhas de ouro, com as seguintes equipes: damas, futebol de salão masculino, atletismo masculino e feminino, atletismo feminino ACD, badminton masculino e feminino, capoeira masculina, handebol masculino, natação masculina, natação masculina ACD, taekwondo masculino e feminino, tênis masculino e feminino, vôlei de praia masculino, xadrez masculino, futebol masculino, tênis de mesa masculino e feminino.


Onze equipes marilienses conquistaram medalha de prata: ginástica artística feminina, atletismo masculino ACD, basquete feminino, capoeira feminina, ciclismo masculino, handebol feminino, natação feminina, natação feminina ACD, vôlei de praia feminino, futebol feminino e vôlei masculino.



O bronze foi conquistado pelas equipes de biribol, futebol de salão feminino, karatê feminino e bocha. Já em quarto lugar ficaram o basquete masculino, o ciclismo feminino, o karatê masculino, a ginástica rítmica e o vôlei feminino. O judô feminino mariliense ficou em quinto e o judô masculino em sexto lugar. Somente a equipe de malha não ficou entre as oito primeiras colocadas.



Marília conquistou 20 medalhas de ouro nos Jogos Regionais (Foto: Mauro Abreu/Prefeitura de Marília)




Classificação final




Marília foi a campeã geral da 62ª edição dos Jogos Regionais da 7ª Região Esportiva do Estado de São Paulo, com 297 pontos. Sede da competição no próximo ano, Assis ficou com a segunda colocação, com 220,5 pontos, seguida de Presidente Prudente, com 179 pontos. Confira a classificação final dos 10 primeiros colocados:



1º Marília: 297 pontos
2º Assis: 220,5 pontos
3º P. Prudente: 179 pontos
4º Ourinhos: 141 pontos
5º Dracena: 134,5 pontos
6º Tupã: 78 pontos
7º Martinópolis: 62,5 pontos
8º Osvaldo Cruz: 55 pontos
9º Bastos: 53 pontos
10º Taquarituba: 51 pontos





Marília foi a campeã geral da 62ª edição dos Jogos Regionais da 7ª Região Esportiva do Estado de São Paulo (Foto: Mauro Abreu/Prefeitura de Marília)

SORTEIO HIPER SAÚDE 15-07-2018

1º Prêmio

KWID Life 1.0 Flex 12v 4p Mec. 0km

Dezenas Sorteadas

0611511344206042145815280452121810374629050150303933384919165645210835

Contemplados

  • 1
  • Certificado: 090.713
  • Nome: Jair Gomes da Cruz
  • End.: Rua Jose Mastacio Lopes, L-392
  • Bairro: Conj. Leonor Mendes de Barros
  • Cidade: Pederneiras
  • Ponto de Venda: Pederfoto
  • Data do Sorteio: 15/07/2018

2º Prêmio

ONIX Hatch Joy 1.0 8v Flex Mec. 4p 0km

Dezenas Sorteadas

402044495811503136465610022432045108542722570733265247216025383529344245091306

Contemplados

  • 1
  • Certificado: 065.572
  • Nome: Fernanda Lima Pereira de Souza
  • End.: Rua Gregorio Pedro Garcia, 547
  • Bairro: Jardim Itamaraty
  • Cidade: Botucatu
  • Ponto de Venda: Careca Estacionamento
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 2
  • Certificado: 094.648
  • Nome: Claudinei Pavan
  • End.: Rua Saldanha Marinho, 135
  • Bairro: Santo Antônio
  • Cidade: Jau
  • Ponto de Venda:
  • Data do Sorteio: 15/07/2018

3º Prêmio

HB20 Comfort 1.0 12v Flex Mec. 4p 0km

Dezenas Sorteadas

071502062616383912200918256044461001145843085003420537573652595527321753

Contemplados

  • 1
  • Certificado: 093.612
  • Nome: Luiz Augusto Piovezana
  • End.: Rua Major Marcelo Prado, 151
  • Bairro: Vila Nova Brasil
  • Cidade: Jaú
  • Ponto de Venda:
  • Data do Sorteio: 15/07/2018

4º Prêmio

S10 Cabine Dupla Advantage 4x2 2.5 Flex Mec. 0km

Dezenas Sorteadas

17546028485518040627592335471036021450153257192441224353315139130816451220

Contemplados

  • 1
  • Certificado: 274.021
  • Nome: Camila Aparecida Soares Viegas
  • End.: Rua José Carlos de Carvalho, 5-63
  • Bairro: Jardim Solange
  • Cidade: Bauru
  • Ponto de Venda: Banca Aeroporto
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 2
  • Certificado: 377.647
  • Nome: Maria de Lourdes Santos Ferreira
  • End.: Rua João Sanches Gonzalles, 185
  • Bairro: Residencial Comerciários
  • Cidade: Lins
  • Ponto de Venda: Bar do Chico
  • Data do Sorteio: 15/07/2018

Giro da Sorte

R$1.500,00(Hum Mil e Quinhentos Reais)

Contemplados

  • 1
  • Certificado: 215.382
  • Nome: Santina de Fátima de Souza Vasconcelos
  • End.: Rua Manoel Antônio da Silva, 507
  • Bairro: Vila Esperança
  • Cidade: Tabatinga
  • Ponto de Venda: Bar do Cavalo
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 2
  • Certificado: 277.531
  • Nome: Maria Terezinha de Jesus Leão
  • End.: Avenida Sargento Andiras, 612
  • Bairro: Centro
  • Cidade: Agudos
  • Ponto de Venda: Drogaria Bela Vista
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 3
  • Certificado: 323.979
  • Nome: Maurício Aparecido Bueno Filho
  • End.: Rua das Dálias, 45
  • Bairro: Jardim Brasil IV
  • Cidade: Bernardino de Campos
  • Ponto de Venda: Banca da Valéria
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 4
  • Certificado: 219.189
  • Nome: Daiane Fernanda de Oliveira
  • End.: Rua Virgilio Manzato, 911
  • Bairro: Planalto Verde
  • Cidade: Pederneiras
  • Ponto de Venda: Casa de Carnes São Judas
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 5
  • Certificado: 204.702
  • Nome: William Henrique Mario
  • End.: Rua Abid Abussamara Neme, O 2174
  • Bairro: Marajoara
  • Cidade: Pederneiras
  • Ponto de Venda: Mercearia e Padaria Oliveira
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 6
  • Certificado: 061.372
  • Nome: Rodrigo Soares Junior
  • End.: Rua Angelo Rui, 112
  • Bairro: Osvaldo Cortela
  • Cidade: Santa Cruz do Rio Pardo
  • Ponto de Venda: Restaurante Sabor de Casa
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 7
  • Certificado: 265.565
  • Nome: Carlos Alberto
  • End.: Curitiba
  • Cidade: Curitiba
  • Ponto de Venda:
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 8
  • Certificado: 262.371
  • Nome: Karin Landi
  • End.: Rua Mato Grosso, 2181
  • Bairro: Centro
  • Cidade: Avaré
  • Ponto de Venda:
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 9
  • Certificado: 452.287
  • Nome: Emerson A Cabam
  • End.: Avenida Arquimedes Dutra, 823
  • Bairro: Santa Rosa
  • Cidade: Piracicaba
  • Ponto de Venda: Academia Corpo em Forma
  • Data do Sorteio: 15/07/2018
  • 10
  • Certificado: 038.530
  • Nome: Pamela Gisele Machado da Costa
  • End.: Rua José Batista de Almeirda, 200
  • Bairro: Mario Gonçalves
  • Cidade: Itaí
  • Ponto de Venda: Loja Cris Moda
  • Data do Sorteio: 15/07/2018