A senadora Ana Amélia (PP-RS) contestou as declarações de Fernando Haddad sobre condenação de Lula

A senadora Ana Amélia (PP-RS) contestou nesta segunda-feira (26) em Plenário declarações do segundo colocado na disputa pela presidência da República em 2018, Fernando Haddad, do PT, sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso em Curitiba. Em entrevista publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda, Haddad chamou de frágil o processo em que o ex-presidente foi condenado e disse que ele teria vencido as eleições se tivessem permitido que fosse candidato.
Ana Amélia lembrou o fato de, também nesta segunda-feira, o ex-presidente ter sido denunciado pela Operação Lava Jato por lavagem de dinheiro numa operação com a Guiné Equatorial. De acordo com a denúncia, Lula usou de influência junto ao presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, para favorecer a empresa ARG e, em troca, recebeu doação no valor de R$1 milhão para o Instituto Lula.
Para ela, Haddad está sofrendo de "imunização cognitiva", quando há uma espécie de “vacina contra a verdade”.
— A pessoa acredita naquilo que ela está enxergando, lendo e querendo que seja verdade, mesmo que os fatos caminhem exatamente na contramão e não se sustentem na realidade. Engana-se propositadamente. É um engano para se convencer de uma verdade que não existe, porque a verdade está nos fatos e não naquilo que 'eu quero que seja' —afirmou.
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário