Comércio e empregos em Marília

Marília apresenta números bastante positivos referentes ao saldo de empregos em outubro
Rua São Luis - Marília


Cidade teve saldo positivo de 412 empregos, de acordo com dados divulgados pelo Caged esta semana
 Marília novamente foi o destaque da região no saldo de empregos no mês de outubro, de acordo com dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) esta semana.
Segundo o Caged, Marília apresentou números bastante positivos referentes ao saldo de empregos em outubro, terminando com 412 novos postos de trabalho, ou seja, entre total de admissões (foram 2.219 contratações) e demissões (1.807 desligamentos) no mês, a cidade teve saldo positivo.
O número supera cidades da região, como Bauru (saldo positivo de 56), Araçatuba (saldo positivo de 123), Araraquara (saldo positivo de 41) e Presidente Prudente (saldo negativo de 85 empregos).
Os setores que se destacaram foram o do Comércio (crescimento de 7% com relação a outubro de 2017) e o de Serviços (com saldo de 199 postos positivos ante saldo negativo de 50 em outubro de 2017).
Quando comparado com períodos mais longos, percebe-se a força da economia local e sua importante diversificação, pois é a única a ter apenas um período (2015) com saldo negativo frente as todas demais (Bauru, Araraquara, Araçatuba e Presidente Prudente, com no mínimo três períodos negativos).
O secretário municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Cássio Luiz Pinto Júnior, o Cassinho, destacou os dados e disse que a expectativa para o mês de novembro é ainda mais positiva.
“Na região, Marília foi a cidade em outubro com o melhor saldo e, permanecendo o movimento do ano passado das contratações, novembro poderá surpreender positivamente . Em novembro de 2017 tivemos saldo positivo de 362 novos postos somente no setor do comércio. Expectativa com novo governo e retomada econômica para 2019, podem impulsionar positivamente ainda mais estes números”, afirmou Cassinho.
De acordo com o secretário, boa parte das contratações do setor do comércio em outubro – e que deverá ocorrer também em novembro – deve-se aos temporários. “Isto já estávamos acompanhando através do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), pois muitas vagas abertas eram para temporários, comum nesta época do ano. Movimento inverso ocorre após período de Natal, com a dispensa de parte do efetivo, contratados para atender movimento maior nesta época. Ainda assim, Marília apresentou número muito bom frente às demais cidades, que provavelmente terão movimento maior de contratações nos meses de novembro e início de dezembro.”
cidade de Marília 
13º SALÁRIO
Cassinho falou ainda sobre o impacto positivo que o 13º salário representará na economia mariliense. “Fizemos uma projeção através de dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Segundo o IBGE, Marília tem 31,5% de sua população ocupada, ou seja, 73.627 habitantes com “emprego formal” e temos uma média salarial de 2,6 salários mínimos. Logo, estimamos que o incremento na economia local com o 13° salário seja de aproximadamente R$ 182,5 milhões. Isso, sem contar a economia informal.”
As empresas têm por lei a obrigatoriedade de pagar a primeira parcela do 13º salário aos seus funcionários até o próximo dia 30 de novembro e a segunda parcela até 20 de dezembro.


cidade de Marília

Nenhum comentário:

Postar um comentário