Pesquisa

O secretário Rossieli Soares entregou nas mãos do novo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, um ofício












Em ofício, secretário solicita parceria com o Ministério da Educação

No documento, Rossieli Soares pediu para ampliar o prazo de adesão aos programas e ações do Governo Federal

O secretário Rossieli Soares entregou nas mãos do novo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, um ofício solicitando reabertura do prazo de adesão aos programas e ações do Governo Federal. O documento solicita a continuidade dos convênios estabelecidos no ano passado.
Com a assistência, São Paulo receberá auxílio de R$100 milhões em 2019 para apoiar projetos de melhorias da rede estadual de ensino. No total, o recurso beneficiará cerca de 340 mil estudantes em mais de mil escolas.
“Pretendemos retomar o crescimento no Ensino Médio com mais diálogo com o Governo Federal para que nós possamos ter imediatamente recursos que apoiem a educação paulista”, afirma Rossieli.
Ações parceiras
Através do Programa de Apoio ao Novo Ensino Médio, o Ministério da Educação (MEC) auxilia as escolas na implementação nas mudanças do Ensino Médio. No caso de São Paulo, a verba chegaria a R$75 milhões e seria repassada diretamente às unidades de ensino via o programa federal Dinheiro Direto na Escola.
Já com o Programa de Fomento à Implementação das Escolas de Ensino Médio de Tempo Integral (EMTI), as unidades de ensino paulistas receberiam repasses para ampliar sua jornada escolar e realizar a formação integrada dos estudantes. Cerca de 9 mil alunos de 26 escolas seriam contemplados com a iniciativa.
Outra medida solicitada no ofício é a adesão ao Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que garante aporte financeiro e apoio técnico do MEC para ajudar os estados na reelaboração de seus currículos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas