João Doria está fechando o Projeto de Música Guri - Cortes na cultura em SP podem atingir mais de 60 mil alunos



Cortes na cultura em SP podem atingir mais de 60 mil alunos
Segundo publicou a colunista Mônica Bérgamo, ontem (28) na Folha de S. Paulo, a Associação Brasileira das Organizações Sociais de Cultura estima que museus, bibliotecas e centros culturais do Estado de São Paulo podem ser fechados ou ter suas atividades reduzidas por conta do contingenciamento de R$ 148 milhões anunciado pelo governo Dória.
A medida afeta corpos orquestrais e de dança e o encerramento de mais de 150 polos do Projeto Guri. Mais de 60 mil alunos de instituições culturais poderiam ficar desassistidos.
Segundo Mônica Bérgamo, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa de SP diz que está avaliando os impactos do contingenciamento. “As metas são minimizar as consequências e buscar mais eficiência e mais eficácia. Faremos reuniões individuais com cada uma das 18 organizações sociais para definir prioridades e ajustes necessários.”
Maior programa sociocultural brasileiro
O Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contra turno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos.
Mais de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o Estado de São Paulo.

Uma decisão do governador João Doria (PSDB) levou ao fechamento do Polo do Projeto Guri em Adamantina e de outras unidades no Estado de São Paulo.
A notícia pegou de surpresa toda a equipe do Polo de Adamantina, que foi convocada nesta quinta-feira (28) e esteve hoje (29) no Polo Regional em Presidente Prudente, onde recebeu o aviso prévio. A equipe trabalha até o dia 18 de abril.
Já o prefeito de Adamantina, Márcio Cardim, deverá ser oficialmente informado nesta sexta-feira. A notícia foi antecipada a ele pelo vereador Acácio Rocha, que soube da decisão. Cardim está em São Paulo e se comprometeu a iniciar mobilização junto ao governo e deputados, na tentativa de reverter medida.
Com o aviso prévio da equipe já contando prazo, as 220 crianças matriculadas no Polo adamantinense serão dispensadas das aulas de iniciação musical. As crianças recebem aulas de clarinete, contrabaixo acústico, coral infantil, coral juvenil, eufônio, flauta transversal, percussão, saxofone, trombone, trompete, viola, violino e violoncelo, oferecidas gratuitamente.
O Polo adamantinense do Projeto Guri fica na Alameda Jarbas Bento da Silva, 47 (próximo à escola Helen Keller).
O Siga Mais solicitou posicionamento oficial da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e da organização social de cultura Amigos do Guri, e aguarda informações com as justificativas e outros detalhes da medida.
Adamantina reconquistou Guri em 2005
Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a organização social de cultura Amigos do Guri administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA.
O programa é mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Além do Governo de São Paulo, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas.
Em Adamantina, o Polo foi reconquistado em 2005, no governo de Kiko Micheloni. Antes, a cidade já havia recebido um Polo, que havia sido desativado. Assim, desde 2005, a Prefeitura é responsável pela locação do espaço (aluguel) e a organização social Amigos do Guri responde instrumentos e remuneração dos professores. 

Um comentário:

  1. Minha filha faz música no Projeto Guri.Com apenas 10 anos, esta se desenvolvendo de modo extraordinário. O governador João Doria deveria olhar com carinho para esse projeto, que para muitos é o único meio de acesso a cultura musical verdadeira.

    ResponderExcluir