Contribua com o CMC e Publique

Professor morto por arma de fogo na escola



O professor Júlio César Barroso de Sousa, de 41 anos, foi morto a tiros na tarde desta terça-feira (30), dentro do Colégio Estadual Céu Azul, no município de Valparaíso, no entorno do Distrito Federal (DF). 

O professor foi baleado por um estudante durante o intervalo da segunda aula, na sala dos professores. Júlio, que também é coordenador do colégio, chegou a ser atendido pelo SAMU, mas não resistiu aos ferimentos.


A Polícia Civil divulgou nota sobre o caso: 

A Polícia Civil investiga o caso do professor que foi baleado e morto em uma escola de Valparaíso nesta tarde. O suspeito, menor que estuda na escola, já foi identificado, mas ainda não foi apreendido. Pedimos a compreensão da imprensa neste momento, já que o delegado responsável está no colégio em diligências, impossibilitado de atender telefonemas.

O coordenador Júlio Cesar Barroso de Sousa foi morto a tiros por um aluno da escola estadual Céu Azul em Valparaíso de Goiás — Foto: Reprodução

FONTE:https://diariodegoias.com.br/cidades/119045-aluno-mata-professor-em-valparaiso

Colégio Céu Azul, em Valparaíso

Em Valparaiso de Goiás, entorno de Brasília, na tarde desta terça-feira, 30, o professor Júlio Cesar Barroso de Sousa, 41 anos, do Colégio Estadual Céu Azul, morreu após levar tiros disparados por um estudante, de 17 anos, dentro da escola. Tanto a Polícia Militar quanto o Corpo de Bombeiros foram acionados.
Segundo informações do delegado Rafael Abrão, responsável pelo caso, o aluno teve uma discussão com uma professora pela manhã e Júlio, que é coordenador na escola, interferiu e disse que poderia transferir o estudante de unidade.
Foi quando o autor dos disparos fez ameaças ao docente. Na parte da tarde, então, ele retornou à unidade e efetuou dois disparos contra Júlio na sala dos professores. A ocorrência foi atendida pelo Samu e a vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu.
De acordo com a Polícia Civil, o caso já está sendo investigado. O suspeito já foi identificado, mas as autoridades não informaram sua identidade. Ainda segundo a PC, o delegado responsável está no colégio em diligências.


SEMANA PASSA PROFESSOR ESFAQUEADO:

Publique, contribua com o CMC