Translate

5 de jun. de 2019

Aluno humilha professor em sala de aula de Jacareí





Um vídeo gravado dentro de uma sala de aula exibe momentos em que um grupo de alunos humilha um professor de química em uma escola estadual de Jacareí.
Na gravação, um dos alunos fala para o professor calar a boca e o impede de deixar a sala, batendo a porta de forma violenta e apontando o dedo para o rosto do educador. As imagens revelam que durante a situação grande parte dos demais alunos dá risada e outros também tentam insultá-lo.



Descrição

Jacareí é um município da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, no estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a leste da capital do estado, distando desta cerca de 82 quilômetros. Suas coordenadas geográficas são 23º18'10" sul e 45º17'31" oeste. Wikipédia
ALUNO HUMILHA PROFESSOR E AMEAÇA 
http://www.ovale.com.br |
Um vídeo gravado dentro de uma sala de aula exibe momentos em que um grupo de alunos humilha um professor de química em uma escola estadual de Jacareí.
Na gravação, um dos alunos fala para o professor calar a boca e o impede de deixar a sala, batendo a porta de forma violenta e apontando o dedo para o rosto do educador. O aluno foi suspenso por cinco dias. As imagens ainda revelam que grande parte dos demais alunos dá risada da situação e outros também tentam insultá-lo.
O caso, ocorrido na última quarta-feira (29), foi publicado nas redes sociais durante o final de semana e já teve mais de 10 mil compartilhamentos. A intimidação aconteceu na Maria Umberlina de Azevedo, no Jd. Santo Antônio da Boa Vista.
A Secretaria de Educação do Estado informou que repudia todo e qualquer ato de violência e que houve diálogo entre os pais do adolescente com a direção da unidade. "Os responsáveis pelo aluno compareceram na unidade para conversar sobre o fato com a equipe gestora e o professor". A Secretaria ainda afirmou que o professor mediador intensificou as ações de respeito ao próximo e incentivo à cultura de paz na escola.




Casos de violência dentro da sala de aula têm sido registrados com frequência na região. A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo) atribui a recorrência à depreciação do profissional. "Infelizmente é uma realidade nas escolas públicas, principalmente nas estaduais. Isso porque há uma desvalorização generalizada da educação, o professor é muito desrespeitado de modo geral e, nos últimos tempos, as politicas adotadas no governo têm empoderado esse tipo de ação", afirmou o diretor estadual da Apeoesp, Gilmar Ribeiro. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Patrocinar Cultura

Patrocinar  Cultura
Livro:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *