Pesquisar no CIDADE DE MARÍLIA

Alunos destroem sala de aula em CARAPICUÍBA -SP

fonte:https://www.portalcarapicuiba.com.br/wp-content/uploads/2018/05/Logo-Portal-Carapicuíba.png
Viralizou nesta sexta (31) nas redes sociais,  um vídeo  de alunos da EE  Maria de Lourdes Teixeira, também conhecida por “Beatriz”, localizada no Altos de Santa Lucia. O vídeo gravado por um aluno, flagra a ação de estudantes do  7° ano desacatando e ofendendo a professora, além de depredarem a sala.
Segundo informações, a ação aconteceu na quarta-feira (29), e a mesma turma já teria desrespeitado outros professores da escola na quinta-feira (30).
Na gravação, além de ofensas direcionadas a professora, objetos (cadernos e livros) são atirados por alguns alunos. A professora visando controlar a situação, tenta sem sucesso retirar um aluno da sala. Visivelmente irritada, a professora deixa a sala de aula, neste momento os alunos se exaltam mais ainda e começam a empurrar carteiras e cadeiras e jogar objetos pela sala.
Veja parte da ação dos alunos:
Uma seguidora  da CNC  – que compartilhou o vídeo inicialmente nas redes sociais, afirmou que recebeu o vídeo de um colega que trabalha na escola e que segundo ele não é a primeira vez que isto acontece na unidade.  Por fim, ela nos disse que familiares da professora entraram em contato com ela, solicitando que apagasse o vídeo, visto que a educadora estava se sentindo muito constrangida e abalada com a situação.

Família de aluno que agredir professor será responsabilizada

No Mato Grosso,  a LEI Nº 10.473, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2016 de autoria do Deputado Sebastião Rezende, prevê  que os  pais de alunos menores de idade que agredirem professores da rede pública estadual, deverão responder pelo ato, assim como o menor de idade e a instituição de ensino.
A legislação foi publicada no Diário Oficial com data de 26 de dezembro de 2016, e sua proteção se estende também a dirigentes, inspetores, supervisores, orientadores educacionais e coordenadores pedagógicos das escolas.
“Caso comprovado ato de violência contra o Profissional do Ensino que importe em dano material, físico ou moral, responderão solidariamente a família do ofensor, se menor, o ofensor e a instituição de ensino”, diz o artigo 5º da lei sancionada.

Ministro da Educação diz que professor agredido por aluno deve chamar a policia

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu que professores agredidos por alunos chamem a polícia e que os pais sejam processados. Segundo o ministro, se algum estudante receber recursos do Bolsa Família, o benefício deve ser cortado.  As declarações foram feitas em abril, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.
Ministro da Educação Abraham Weintraub (Foto/Divulgação:Valter Campanato/Agência Brasil)
[…] Se o aluno agride, o professor tem de fazer boletim de ocorrência. Chama a polícia, os pais vão ser processados e, no limite, tem que tirar o Bolsa Família dos pais e até a tutela do filho. A gente não tem que inventar a roda. Tem que cumprir a Constituição e as leis ou caminhamos para a barbárie. Hoje há muito o “deixa disso”, “coitado”. O coitado está agredindo o professor. Tem que registrar, o pai tem que ser punido. Se não corrigir, tira a tutela da criança […], disse o ministro durante a entrevista.
Com informações de Carapicuíba na Rede/ G1 / O Globo

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *