Pesquisar no CIDADE DE MARÍLIA

Representantes do Distrito Federal, Minas Gerais, CIOESTE e Paraná apresentam em Bruxelas os resultados de sua cooperação no Programa Europeu da IUC (International Urban Cooperation) As



Representantes do Distrito Federal, Minas Gerais, CIOESTE e Paraná apresentam em Bruxelas os resultados de sua cooperação no Programa Europeu da IUC (International Urban Cooperation)
As regiões brasileiras realizam intercâmbios desde 2017 para melhorar seus aspectos de inovação territorial e buscar oportunidades de negócios comuns
9 de outubro de 2019 - Teve início em Bruxelas o III Encontro Região a Região, promovido pelo Programa Internacional de Cooperação Urbana na América Latina e no Caribe (IUC-ALC), evento que reúne 20 regiões da América Latina e 20 regiões europeias que cooperam entre si para promover o desenvolvimento regional e a inovação em suas localidades. O Brasil foi representado por altos funcionários das regiões do Distrito Federal, Minas Gerais, CIOESTE e Paraná, que apresentaram os resultados e as lições aprendidas com a cooperação com seus colegas europeus. Os delegados também mostraram os planos de ação propostos e os planos piloto desenvolvidos entre os pares.

Participantes do III Encontro Região a Região, promovido pelo Programa Internacional de Cooperação Urbana na América Latina e no Caribe (IUC-ALC)
Com relação às energias renováveis e aos recursos naturais, a subsecretária adjunta de Assuntos Estratégicos do Distrito Federal, Alessandra Peres, afirmou que “o mais importante é ter a possibilidade de multiplicar nosso conhecimento e que mais agências e participantes estejam agora vinculados ao projeto. Realizamos reuniões importantes com agências federais e agrícolas, com o setor privado, e foi muito interessante perceber o seu interesse no intercâmbio com a região da Boêmia do Sul (República Tcheca)”, disse. “Existem alguns conjuntos de nosso city pairing que nos interessam muito pelos projetos de energia renovável em que estamos trabalhando”, completa.
Já a assessora-chefe de Cooperação Internacional de Minas Gerais, Maria Bueno Barbosa, disse que “Minas Gerais é um exemplo de uma antiga região de mineração que está diversificando sua atividade, e a cooperação com Slaskie (Polônia) está permitindo que entidades e universidades polonesas e brasileiras entrem em contato para fazerem acordos e trabalharem juntas. Graças à nossa cooperação com a região da Silésia, estamos trabalhando para diversificar a economia e gerar outro tipo de desenvolvimento regional ”, explica. “Apesar de serem regiões distantes geograficamente, temos muitos interesses em comuns em áreas como mineração, turismo industrial e cultura. Temos ainda um grande trabalho pela frente”, completa.
Na categoria de tecnologias da informação e comunicação, participaram os altos representantes do Consórcio Intermunicipal da Região Metropolitana Ocidental de São Paulo. O diretor de Programas e Projetos da Cioeste, Carlos Abrão, disse que a cooperação com Bielsko-Biala (Polônia) "não é fácil, mas muitos resultados estão sendo alcançados, por meio da cooperação e de acordos entre empresas das duas regiões."
Por fim, o diretor de Projetos e Negócios Internacionais da Assespro Paraná (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) e representante da região para o programa do IUC, Izoulet Cortes Filho, descreveu como fantástico o trabalho realizado por sua pairing, Valência, na Espanha, que se concentra em pilares agroalimentares, na transformação digital e em soluções para cidades. “Temos desafios grandes e positivos, com pontos em comum entre as partes, que revelam oportunidades fantásticas. Contaremos também com a cooperação universitária”, conta. Como resultado, destacou o acordo para o intercâmbio de especialistas que fortaleçam a cooperação entre as partes, o desenvolvimento de parcerias de pesquisa e um canal institucional permanente para o intercâmbio entre técnicos e pesquisadores que compartilhem conhecimentos, assim como a promoção de sessões de treinamento em estratégias de especialização inteligente em governança.

Representantes brasileiros no Encontro Região a Região de Bruxelas
O cronograma do evento
O primeiro dia do encontro, em que os participantes apresentaram seus casos de intercâmbios, foi dividido em dois blocos: o primeiro, sustentabilidade e inovação na gestão de recursos naturais; e o segundo, modernização e inovação da indústria. Cada pairing teve 5 minutos para realizar sua apresentação, durante a qual mostraram o objetivo de seu trabalho conjunto, as atividades definidas e sua implementação, os projetos-piloto executados, os resultados da cooperação, as lições aprendidas e o futuro da associação. O dia terminou com um debate sobre a inovação futura nas regiões e lições para políticas regionais e nacionais de inovação e desenvolvimento regional.
No dia 9 de outubro, organizado em conjunto com o Centro de Pesquisa da Comissão Europeia, o tema principal é a Estratégia de Especialização Inteligente em Pesquisa e Inovação (RIS3). O RIS3, considerado essencial para o desenvolvimento da cooperação entre as regiões, aprimora os pontos fortes locais e promove o diálogo inclusivo, além de alavancar as regiões para ingressar e competir nas cadeias globais de inovação.
A sessão facilitará o treinamento prático dos tomadores de decisão na aplicação de políticas de especialização inteligente e buscará aprofundar os requisitos para adaptar a abordagem RIS à América Latina. Os participantes, que serão distribuídos em grupos de trabalho, explorarão as formas de alcançar resultados na implementação da estratégia de especialização inteligente, levando em consideração as peculiaridades territoriais de cada região. Durante a sessão, serão abordados também a identificação de oportunidades e os desafios no RIS3.
Sobre IUC-LAC (América Latina e Caribe)
O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) apoia cidades de diferentes regiões do mundo para conectar e compartilhar soluções para problemas comuns no desenvolvimento urbano sustentável, no âmbito da Nova Agenda Urbana e no combate às mudanças climáticas. O capítulo da América Latina e do Caribe do programa Global da IUC é responsável pela implementação do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia na região. Além disso, o capítulo para a América Latina e o Caribe é o único do programa Global IUC com um componente dedicado à cooperação entre regiões para compartilhar soluções para alavancar a inovação.

Postagens mais visitadas