Translate

Pesquise

21 de nov. de 2019

IES sem Mercado - Wille Muriel






A ideia de explorar mercados educacionais é ultrapassada. Uma IES não pode perder sua essência educacional, posicionando-se como uma franquia para atrair clientes. Isso não é adequado para a gestão de universidades porque uma organização (realmente) educacional se posicionada como um equipamento social, voltado para o desenvolvimento de contexto educacionais e não para a sua exploração. A ideia de exploração não explica o sentido econômico dos empreendimentos. Ao contrário, cria modismos e toda sorte de confusões. Um exemplo disso é a expansão de polos EaD sem critérios adequados a contextos educacionais. Hoje operam, na média, com um número reduzido de alunos. Então o que fazer? Retomar a essência. Como? Repensando o seu propósito, seus objetivos fundamentais, seu portfólio, sua cultura... mas vai com calma. Isso pode ser bem dolorido.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ajude a manter o site