Última publicação

Reforma administrativa deve ser efetiva apenas no longo prazo

Para André Félix Ricotta, professor de Direito Tributário, a não inclusão dos servidores atuais deve facilitar a aprovação, mas proposta não será capaz de solucionar atuais distorções

As linhas gerais da proposta da reforma administrativa, que tem como objetivo reduzir gastos com o serviço público, já começaram a ser apresentadas pelo governo federal. As regras da medida afetam os futuros servidores da União, estados e municípios, mas não deve trazer economia aos cofres do governo no curto prazo, pelo fato de possuir efeito nulo sobre os atuais servidores públicos, além de preservar categorias como juízes, procuradores, promotores, deputados e senadores.

Especialista em Direito Tributário, o advogado e professor do Mackenzie, André Félix Ricotta,acredita que essa reforma não será capaz de solucionar as atuais distorções nos gastos com os servidores. "Os problemas atuais ela não vai resolver, pois será aplicada apenas para os novos servidores, para quem ingressar no serviço público …

Empresa alemã apresenta estudo para reconstruir o monotrilho em Poços de Caldas, MG

Empresa alemã apresenta estudo para reconstruir o monotrilho em Poços de Caldas, MG

Empresa alemã apresenta estudo para reconstruir o monotrilho em Poços de Caldas - Foto: Reprodução EPTV

Uma empresa alemã apresentou nesta terça-feira (17) em Poços de Caldas (MG) um estudo para reconstruir o monotrilho na cidade. A ideia é que futuramente o monotrilho faça parte de um plano de mobilidade integrada no município.
A comitiva de executivos alemães apresentou um vídeo de como será o novo monotrilho. A proposta é que ele tenha estações modernas e que as novas locomotivas não precisem de condutores.
Quando nós aprendemos sobre a cidade, sobre os moradores, nós decidimos fazer uma coisa ainda maior que o monotrilho, trazer um plano de mobilidade integrada para a cidade, disse o diretor da empresa alemã, Roger Dirksmeier.
Em janeiro deste ano, foi feito um acordo judicial e toda a estrutura do monotrilho foi entregue pelos antigos proprietários para a prefeitura. A partir daí, a empresa alemã se mostrou interessada em assumir o projeto. Em junho deste ano, eles assinaram um memorando de entendimento e começaram os estudos, que são custeados pelo governo alemão, para saber se é viável reconstruir o monotrilho.
O projeto apresentou mostrou que é possível reconstruir o monotrilho, mas os estudos ainda não terminaram. A expectativa agora é que o estudo completo fique pronto no final do mês de janeiro. Agora eles vão apontar se é economicamente viável colocar o monotrilho para funcionar novamente.
O pré-estudo apresentado nesta terça-feira mostra ainda que o monotrilho atenderia o turismo, mas seria um transporte de massa. Com interligação, por exemplo, com o transporte público feito pelo ônibus. Para o prefeito, essa seria uma alternativa de transporte para a cidade.
A ideia é que seja no futuro um transporte integrado na verdade, para que possa através desse sistema elevado, que não haja circulação de ônibus no Centro da cidade, que possa ser integrado com esse monotrilho. Mas isso logicamente é para o futuro da cidade, não é uma coisa que eu estou comentando que vai acontecer amanhã. É um projeto extremamente ousado, moderno e fundamental para a nossa cidade, para que a gente prepare Poços de Calda para o desafio do futuro que vem por aí, disse o prefeito Sérgio Azevedo (PSDB).
De acordo com o prefeito Sérgio Azevedo, mesmo que os estudos apontem que é viável reconstruir o monotrilho, a empresa alemã só deverá assumir o serviço depois de participar de uma licitação para a concessão do trabalho.

Comentários