CMC - MÍDIA

Mais de R$ 98 milhões em obras na Rodovia D. Pedro I foram entregues hoje em Campinas

Resultado de imagem para Rodovia D. Pedro I foram entregues hoje em Campinas
Mais de R$ 98 milhões em obras na Rodovia D. Pedro I foram entregues hoje em Campinas
Pacote melhora a fluidez e segurança viária; Obras estão sendo entregues com três meses de antecedência
São Paulo, 23 de dezembro de 2019. Nesta segunda-feira (23/12), o secretario de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, entregou mais um pacote de obras rodoviárias em Campinas. Foram liberados ao tráfego quatro novos trevos e dispositivos, além da ampliação de cinco segmentos da Rodovia D. Pedro I (SP 65). São obras que irão melhorar os conflitos viários no trecho de Campinas melhorando a fluidez e o desenvolvimento da região. Ao todo, foram investidos R﹩ 98,5 milhões com recursos viabilizados pelo Programa de Concessões Rodoviárias, gerenciado e fiscalizado pela ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Todas as obras estão sendo entregues antecipadamente pela concessionária Rota das Bandeiras, o prazo contratual era março de 2020.
Os Trevos do Carrefour (km 113,4) e Galeria (km 131,15) estão entre os projetos que tinham grande expectativa por parte da população e que estão sendo entregues hoje. O alargamento de cinco viadutos da D. Pedro I (localizados nos quilômetros 131,2; 132; 133,46; 133,49 e 133,7) confere maior segurança no trecho. Os dois dispositivos implantados no km 131,2 e no km 133,43 minimizam conflitos viários permitindo novos retornos e dando mais fluidez para o trecho como um todo. Durante as obras foram gerados 290 empregos diretos e indiretos.
Além dos investimentos em infraestrutura rodoviária, outro benefício decorrente do Programa de Concessões Rodoviárias é o repasse do ISS-QN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza), que incide sobre as tarifas dos pedágios, aos municípios. Este ano, os 59 municípios da região de Campinas já receberam R﹩ 153,4 milhões a título de ISS. Desde 2000, quando o imposto entrou em vigor, já foram repassados R﹩ 1,9 bilhão às prefeituras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA