Pesquisar este blog

"Mais Mulheres na Direção"

Mais Mulheres na Direção: 99 realiza uma série de ações para atrair mais motoristas mulheres
Companhia investe na atração de mais motoristas parceiras para contribuir com a autonomia financeira, empoderamento feminino e segurança de mulheres que compartilham histórias inspiradoras
A 99, empresa brasileira de transporte urbano que integra a companhia global DiDi Chuxinglança a campanha "Mais Mulheres na Direção", o intuito é ter mais mulheres motoristas na plataforma. "Hoje a nossa base conta com 5% de mulheres motoristas. Mas temos espaço para muitas mais. É gratificante ver como podemos ser parceiros na reinserção de muitas mulheres no mercado de trabalho, e como é possível para elas conciliar família, estudos e diversos outros papéis com uma atividade remunerada e conquistando a independência", afirma Stella Brant, diretora de marketing da 99.

Para despertar o interesse das mulheres brasileiras em fazer parte da plataforma da 99, a companhia vem investindo em diversas iniciativas, desde o ano passado tem realizado iniciativas voltadas às mulheres, como campanhas de empoderamento e tecnologias como rastreador de comentários. Neste ano deu destaque ao movimento "Mais Mulheres na Direção", que não é só um incentivo, mas uma forma de ajudar cada mulher a assumir a direção dos seus sonhos, das suas finanças e da sua vida.

Em 2019 a companhia realizou ações em 5 estados brasileiros com rodas de conversa no Dia da Igualdade Feminina, acabou de lançar um pacote com várias funcionalidades de segurança para motoristas e passageiras, bem como fez também ações publicitárias na imprensa, como inserções de histórias inspiradoras de motoristas parceiras nos programas "Encontro com Fátima Bernardes" e "É de Casa!".
Histórias inspiradoras

Autonomia e disponibilidade de horários - Ter tempo para conciliar trabalho com faculdade e estágio. Essa é uma grande conquista para a Karine Aguiar, 40 anos, ex-faxineira, que é motorista parceira da 99, desde 2018, em Montes Claros, Minas Gerais. Segundo ela, desde que passou a fazer parte da plataforma, a sua vida mudou completamente. Aos 33 ela retomou os estudos e hoje ela consegue conciliar a faculdade de engenharia civil com um estágio na área, graças à liberdade que tem para adequar as necessidades acadêmicas com o trabalho na plataforma da 99.
"Tenho dois filhos adultos, fui mãe muito jovem, voltei a estudar, hoje consigo fazer tudo que preciso em relação à faculdade e trabalhar, com uma nova posição de inserção no mercado. Sou a prova viva de que mulheres dirigem bem, têm grande qualidade de atendimento e sabem tratar bem as pessoas".

Além das conquistas acadêmicas, Karine também se vê como empresária: "O nosso veículo é a nossa empresa. Esse é o nosso diferencial!"

Prosperidade em família e solidariedade - Outra história muito inspiradora é a da Viviane Xavier, de São Paulo, motorista parceira da 99 há quase quatro anos. A Viviane e seu marido eram comerciantes, os negócios não iam bem e ela decidiu experimentar a plataforma 99 sem que o marido soubesse. "Não só deu muito certo, como o meu marido passou a ser motorista parceiro da 99 também e a nossa renda melhorou", diz Viviane. A parceria com a 99 não trouxe apenas independência e fonte de renda para ela e a família, trouxe também solidariedade e união. Um dos filhos da Viviane tem lúpus sistêmico e precisava de doação de sangue com urgência. Foi aí que a solidariedade e união apareceram: motoristas colegas da plataforma participam de grupos no celular e fizeram uma rede para conseguir doadores de sangue pelo Estado de São Paulo e rapidamente encontraram uma pessoa compatível, salvando assim a vida da filha dela. "O lema dos nossos grupos é: eu cuido de você, você cuida de mim", afirma Viviane.
SAIBA MAIS
Conheça o "Mais Mulheres na Direção" e veja mais histórias inspiradoras pelo: http://99app.com/maismulheres/
Sobre a 99
A 99, empresa brasileira de tecnologia que conecta passageiros e motoristas através de seu aplicativo, faz parte da companhia global Didi Chuxing ("DiDi"). O aplicativo conecta mais de 600 mil motoristas a 18 milhões de passageiros em mais de 1.600 cidades no Brasil. Como uma das maiores provedoras de mobilidade do país, a startup oferece cinco tipos de serviços na sua plataforma: 99Pop, categoria de carros particulares presente em mais de 40 regiões metropolitanas e grandes cidades; 99Taxi, categoria que cobre todo o país; 99Top, serviço de táxis de luxo oferecido em São Paulo; 99Compartilha, serviço de corridas compartilhadas disponível em Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP); e o 99Comfortque reúne comodidade de carros novos e espaçosos a um preço acessível em Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

As obras das bacias do Barbosa, Pombo e Palmital estão em fase final.





As construções da Estação de Tratamento de Esgoto nas bacias do Pombo e do Barbosa já terminaram.

E a prefeitura já iniciou a da Bacia do Palmital, última fase dessa grande obra, esperada há mais de 40 anos!

Acesse o site www.proaguasmarilia.com.br e entenda porque a obra é tão importante!

#PrefeituraDeMarília #PróÁguas #ETEMarília




https://www.facebook.com/PrefeituraMarilia/videos/1601722486632906/


Funcionamento do Metrô durante a virada de ano

Estações do Metrô funcionarão ininterruptamente durante a Virada


Estações do Metrô funcionarão ininterruptamente durante a Virada


Transporte será ótima opção para os passageiros que pretendem aproveitar a 23ª edição do “Réveillon na Paulista”


O funcionamento das estações nas linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata (de Vila Prudente a Jardim Planalto), do Metrô, será ininterrupto na virada do ano para facilitar o deslocamento dos passageiros até o local da festa de réveillon.
As estações das linhas 13 e 15, com exceção das recém-inauguradas estações Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus funcionarão para embarque e desembarque até 2h da manhã do dia 1º de janeiro. Depois desse horário, as estações das três linhas continuarão em operação, no entanto, somente para o desembarque.
Na Linha 2-Verde, as estações Paraíso, que se integra à Linha 1-Azul (Brigadeiro e Trianon/Masp), funcionarão a madrugada inteira para embarque e desembarque. Já nas demais estações do ramal, com exceção da estação Consolação, que fecha mais cedo no dia 31, o passageiro poderá embarcar até 2h. Depois desse horário, o fluxo nas estações será somente para o desembarque.
Quem habitualmente acessa a rede metroviária pela estação Consolação, da Linha 2-Verde, deverá ficar atento. Por estar mais próxima do local onde será montado o palco da festa, por questões de segurança, os acessos à estação serão fechados mais cedo, às 16h do dia 31, e reabrirão somente às 4h40 do dia 1º de janeiro.
Alternativas
Como alternativa, os passageiros poderão utilizar os acessos da estação Paulista, da Linha 4-Amarela, que se integra à estação Consolação, para embarcar ou desembarcar. O Metrô informará sobre as alterações programadas por meio de cartazes, mensagens sonoras nas estações e trens e nas redes sociais oficiais da Companhia.
Para atender os passageiros que forem ao réveillon da Avenida Paulista, o contingente de funcionários operativos e de segurança será reforçado nas estações mais próximas ao local do evento. A compra das viagens poderá ser feita nas bilheterias das estações Paraíso, Brigadeiro e Trianon-Masp, durante toda a madrugada.
Já nas demais estações, a venda de passagens ocorrerá até 2h. Mesmo assim, para evitar filas de última hora, o Metrô recomenda a compra antecipada das passagens. Em caso de anormalidades no sistema, o passageiro poderá utilizar os serviços SMS-Denúncia (telefone 97333-2252) e Metrô Conecta para entrar em contato com o Metrô. Basta encaminhar uma mensagem para atuação dos funcionários do Corpo de Segurança.
O Metrô garante total anonimato do passageiro. Vale lembrar que é proibido o consumo de bebida alcoólica nas estações e trens. Em caso de dúvidas, a Central de Informações do Metrô (0800-770-7722) atende diariamente, das 5h à meia-noite.

Piso salarial dos professores em 2020


Ministro da Educação Abraham Weintraub. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil .

Confederação Nacional de Municípios (CNM) quer reduzir  o percentual para pouco mais de 3%, que é a projeção da inflação oficial para este ano. O governo quer reajuste de 12,84%. 

O Piso Nacional do Magistério deverá sofrer reajuste de 12,84% em 2020 e passar de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,15 logo a partir de janeiro, conforme impõe a Lei 11.738/2008, criada no segundo governo do presidente Lula (PT).
Anúncio a esse respeito foi feito hoje (27) pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Entidade esclarece que o índice e o novo valor do piso foram obtidos porque a Portaria Interministerial 3/2019 trouxe nova estimativa da receita do Fundeb para 2019. A CNM diz também em seu anúncio que o impacto do reajuste de 12,84% é de 8,7 bilhões nos cofres municipais.
Por conta disso, informa que nesta sexta-feira mesmo marcou reunião com membros do governo Bolsonaro para tentar reduzir o percentual para pouco mais de 3%, que é a projeção da inflação oficial para este ano. Proposta de rebaixamento é a mesma dos governadores.

Diz a CNM:
"A Confederação destaca que o reajuste dos professores será, novamente, acima da inflação acumulada no ano anterior. A entidade se reunirá com o representante do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ainda nesta sexta-feira, 27 de dezembro, para apresentar o impacto desse aumento nos cofres municipais e para firmar posição favorável a urgente alteração do critério de reajuste anual do piso nacional do magistério, com a adoção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), tal como propõe o Projeto de Lei (PL) 3.776/2008, do Poder Executivo. O INPC acumulado nos últimos 12 meses é 3,37%."

"Por fim, a entidade defende a autonomia municipal nesta questão e defende que os reajustes reais nos valores dos vencimentos do magistério devem ser negociados pelos governos estaduais e municipais com seus respectivos professores."


fonte:
https://www.deverdeclasse.org/l/governos-querem-reduzir-reajuste-do-piso-dos-professores/#.XgZ2hE6CxxE.whatsapp


CNM mostra preocupação com estimativa de 

reajuste de 12,84% no piso dos professores


O reajuste do piso nacional dos professores deve ser de 12,84%, em relação ao valor definido para 2019. Segundo previsão da Confederação Nacional de Municípios (CNM), com base na nova estimativa de receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o valor mínimo do magistério passa de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,15, em janeiro de 2020. A entidade alerta para os impactos às finanças municipais e atua há anos junto ao Legislativo e ao Executivo para alterar o critério de reajuste.

Conforme explica a área de Educação da CNM, a Portaria Interministerial 3/2019 dos Ministérios da Educação e da Economia (MEC/ME) trouxe nova estimativa da receita do Fundeb para 2019. Publicada dia 23 de dezembro, a normativa define o valor mínimo nacional por aluno/ano dos anos iniciais do ensino fundamental urbano em R$ 3.440,29, em substituição ao valor de R$ 3.238,52 que fora estimado na Portaria Interministerial do MEC/ME 7/2018.  

A nova estimativa dos valores do Fundeb, segundo explica a área técnica da Confederação, tornou-se necessária devido à retificação das matrículas apuradas no Censo Escolar de 2018, e à revisão da estimativa da receita do Fundo por conta da arrecadação de impostos no atual exercício fiscal. Pelos cálculos da equipe técnica da CNM, o reajuste causará impacto de aproximadamente R$ 8,7 bilhões nos cofres municipais.

Vale esclarece que a primeira estimativa de receita total apresentou o montante de R$ 156,3 bilhões; sendo R$ 143,4 bilhões a soma das contribuições de Estados, Distrito Federal e Municípios; e R$ 14,3 bilhões referente à complementação da União a nove Estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí. A nova estimativa prevê a cifra de R$ 165,1 bilhões; deles R$ 151,4 bilhões provenientes dos entes municipais, estaduais e distrital; e R$ 13,6 bilhões federais.

Reajuste
Instituído pela Lei 11.738/2008, o piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica deve ser atualizado anualmente, no mês de janeiro. O aumento deve considerar o mesmo porcentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno dos anos iniciais do ensino fundamental urbano do Fundeb nos dois exercícios imediatamente anteriores.

FNDE/MECComo os valores efetivamente realizados são publicados em abril do ano subsequente, o MEC utiliza os valores mínimos por aluno/ano dos anos iniciais do Fundeb das últimas estimativas nos dois anos anteriores. A CNM lembra que, em novembro de 2019, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos últimos dozes é de 3,37%. 

EncontroA Confederação destaca que o reajuste dos professores será, novamente, acima da inflação acumulada no ano anterior. A entidade se reunirá com o representante do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ainda nesta sexta-feira, 27 de dezembro, para apresentar o impacto desse aumento nos cofres municipais e para firmar posição favorável a urgente alteração do critério de reajuste anual do piso nacional do magistério, com a adoção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), tal como propõe o Projeto de Lei (PL) 3.776/2008, do Poder Executivo. 

Por fim, a entidade defende a autonomia municipal nesta questão e defende que os reajustes reais nos valores dos vencimentos do magistério devem ser negociados pelos governos estaduais e municipais com seus respectivos professores.

Da Agência CNM de NotíciasFotos: Divulgação/ FNDE-MEC

Reajuste salarial dos professores para 2020

Resultado de imagem para professores gov

CNM mostra preocupação com estimativa de 

reajuste de 12,84% no piso dos professores


O reajuste do piso nacional dos professores deve ser de 12,84%, em relação ao valor definido para 2019. Segundo previsão da Confederação Nacional de Municípios (CNM), com base na nova estimativa de receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o valor mínimo do magistério passa de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,15, em janeiro de 2020. A entidade alerta para os impactos às finanças municipais e atua há anos junto ao Legislativo e ao Executivo para alterar o critério de reajuste.

Conforme explica a área de Educação da CNM, a Portaria Interministerial 3/2019 dos Ministérios da Educação e da Economia (MEC/ME) trouxe nova estimativa da receita do Fundeb para 2019. Publicada dia 23 de dezembro, a normativa define o valor mínimo nacional por aluno/ano dos anos iniciais do ensino fundamental urbano em R$ 3.440,29, em substituição ao valor de R$ 3.238,52 que fora estimado na Portaria Interministerial do MEC/ME 7/2018.  

A nova estimativa dos valores do Fundeb, segundo explica a área técnica da Confederação, tornou-se necessária devido à retificação das matrículas apuradas no Censo Escolar de 2018, e à revisão da estimativa da receita do Fundo por conta da arrecadação de impostos no atual exercício fiscal. Pelos cálculos da equipe técnica da CNM, o reajuste causará impacto de aproximadamente R$ 8,7 bilhões nos cofres municipais.

Vale esclarece que a primeira estimativa de receita total apresentou o montante de R$ 156,3 bilhões; sendo R$ 143,4 bilhões a soma das contribuições de Estados, Distrito Federal e Municípios; e R$ 14,3 bilhões referente à complementação da União a nove Estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí. A nova estimativa prevê a cifra de R$ 165,1 bilhões; deles R$ 151,4 bilhões provenientes dos entes municipais, estaduais e distrital; e R$ 13,6 bilhões federais.

Reajuste
Instituído pela Lei 11.738/2008, o piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica deve ser atualizado anualmente, no mês de janeiro. O aumento deve considerar o mesmo porcentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno dos anos iniciais do ensino fundamental urbano do Fundeb nos dois exercícios imediatamente anteriores.

FNDE/MECComo os valores efetivamente realizados são publicados em abril do ano subsequente, o MEC utiliza os valores mínimos por aluno/ano dos anos iniciais do Fundeb das últimas estimativas nos dois anos anteriores. A CNM lembra que, em novembro de 2019, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos últimos dozes é de 3,37%. 

EncontroA Confederação destaca que o reajuste dos professores será, novamente, acima da inflação acumulada no ano anterior. A entidade se reunirá com o representante do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ainda nesta sexta-feira, 27 de dezembro, para apresentar o impacto desse aumento nos cofres municipais e para firmar posição favorável a urgente alteração do critério de reajuste anual do piso nacional do magistério, com a adoção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), tal como propõe o Projeto de Lei (PL) 3.776/2008, do Poder Executivo. 

Por fim, a entidade defende a autonomia municipal nesta questão e defende que os reajustes reais nos valores dos vencimentos do magistério devem ser negociados pelos governos estaduais e municipais com seus respectivos professores.

Da Agência CNM de NotíciasFotos: Divulgação/ FNDE-MEC

Picap, aplicativo de motos faz promoção no Reveillon

Resultado de imagem para picap motos

Aplicativo de motos faz preço promocional durante o Reveillon
A Picap, aplicativo de motos voltado ao transporte de passageiros, vai realizar uma promoção nos deslocamentos durante o período de Réveillon. A partir desta quinta-feira (26) até dia 3 de janeiro, o app dará bônus de R﹩ 20 para ser utilizado em uma corrida. O código para ter a acesso ao desconto é FELIZ2020 .
A Picap anunciou, recentemente, que pretende investir, em 2020, US﹩ 5 milhões no Brasil e dobrar sua participação no país e em toda América Latina. A empresa também atua em Rio, São Paulo, Salvador, Recife e Fortaleza. O objetivo, para o próximo ano, é sedimentar sua posição nas cinco praças e alcançar o número de quase um milhão de viagens mensais.

Aumento dos repasses do ICMS para Marília e região

Repasses de ICMS para região de Marília
crescem 9,8% em 2019


Último repasse do ano será antecipado para o dia 30 e terá incremento dos valores obtidos com o PEP do ICMS

Resultado de imagem para cidade de marília

O Governo do Estado de São Paulo transfere nesta segunda-feira (30) o último repasse de ICMS do ano e contabiliza R$ 735,06 milhões em transferências para os 54 municípios da região de Marília em 2019. Esse valor supera em 9,8% os depósitos realizados em 2018, que foi de R$ 669,29 milhões. Além do inicio do aquecimento na economia paulista, o reforço nos repasses se deu também pela abertura do Programa Especial de Parcelamento (PEP) do ICMS, que permitiu que empresas pudessem quitar ou parcelar suas dívidas com o Estado.

A expectativa é que seja injetado no dia 30 mais R$ 1,2 bilhão nos cofres dos 645 municípios. A antecipação deve possibilitar que as prefeituras mantenham sua regularidade fiscal e paguem suas contas em dia neste ano, como fornecedores e o 13º salário dos servidores municipais.


Os depósitos feitos pela Secretaria da Fazenda e Planejamento são referentes aos montantes arrecadados semanalmente e correspondem a 25% da arrecadação do imposto, que são distribuídos às administrações municipais com base na aplicação do Índice de Participação dos Municípios (IPM) definido para cada cidade. As consultas dos valores podem ser feitas no site da Fazenda (portal.fazenda.sp.gov.br), no link Acesso à Informação > Transferências de Recursos > Transferências Constitucionais a Municípios.
Agenda Tributária

Os valores semanais transferidos aos municípios paulistas variam em função dos prazos de pagamento do imposto fixados no regulamento do ICMS. Dependendo do mês, pode haver até cinco datas de repasses. As variações destes depósitos oscilam conforme o calendário mensal, os prazos de recolhimento e o volume dos recursos arrecadados. A agenda de pagamentos está concentrada em até cinco períodos diferentes no mês, além de outros recolhimentos diários, como por exemplo, os relativos à liberação das operações com importações.


Índice de Participação dos Municípios

Os repasses aos municípios são liberados de acordo com os respectivos Índices de Participação dos Municípios, conforme determina a Constituição Federal, de 5 de outubro de 1988. Em seu artigo 158, inciso IV está estabelecido que 25% do produto da arrecadação de ICMS pertencem aos municípios, e 25% do montante transferido pela União ao Estado, referente ao Fundo de Exportação (artigo 159, inciso II e § 3º).


Os índices de participação dos municípios são apurados anualmente (artigo 3°, da LC 63/1990), para aplicação no exercício seguinte, observando os critérios estabelecidos pela Lei Estadual nº 3.201, de 23/12/81, com alterações introduzidas pela Lei Estadual nº 8.510, de 29/12/93.

O FUNDAMENTALISMO SEXUAL E A DOUTRINAÇÃO SOCIALISTA

Vemos meninas rebolando e encenado movimentos sexuais em um ambiente, que até pouco tempo não eram acessíveis as mulheres. Esperamos que nesse ambiente, que chamamos de escolas, encontremos os futuros matemáticos, os homens e mulheres  da ciências, das artes, da filosofia e até da política.  

A doutrinação Petistas nas escolas públicas implantaram o fundamentalismo sexual. A ideologia de gênero "evoluiu" para o que chamo de fundamentalismo sexual. O aluno está sendo exposto a toda forma de trato grotesca que possa existir com o tema sexo. A sexualidade é exposta de um modo que o aluno só pode ser gay ou possuir uma sexualidade exacerbada.  Uma menino ou uma menina não podem nem sonhar em dizer que querem casar virgem, ser fiel a esposa e construir um lar cristão. Isso seria motivo de violência e chacota de professores e de colegas de sala.  

O sexo pautado no sentimento cristão de amor a esposa, aos filhos e na construção da família  é totalmente descartada nessa escola, a ideologia de gênero só permite ao aluno e a o professor serem permissivos com relação ao sexo e aos relacionamentos de modo geral. O sentimento amoroso,  apaixonado, o respeito, a integridade, o pudor, a dedicação, a delicadeza, a elegância, o conhecer um ao outro respeitando á privacidade, se resumiu em aceitar toda a conotação sexual que há nas ideias,  nas músicas e até no que chamam de política, arte, democracia, direitos e liberdades.

 O fundamentalismo sexual  implantado nas escolas é apenas uma isca com a capacidade de prender crianças, moças e rapazes com os hormônios borbulhando. É muito fácil prender á atenção dos jovens que estão na fase da descoberta do sexo e do amor. É mais fácil ainda construir nas cabeças desses jovens um mundo de sexos e toda as liberdades exacerbadas, inconsequentes e incoerente com a realidade do mundo.

A formação de conceitos segundo as ideias socialistas petistas atingem facilmente os alunos que não tem uma formação sólida de sua cultura familiar, pais que não conversam com seus filhos sobre assuntos relevantes entregam seus filhos para serem doutrinas dentro das ideologia dos sistemas vigentes. Os alunos do ensino médio estão na fase de formação de conceitos e são uma porta aberta para esses doutrinadores. Esse indivíduo, talvez um dia, comecem a desfazer essas ideias construídas segundo o fundamentalismo sexual petista; talvez a sociedade conservadora dos valores cristãos e o pensamento livre vão perdê-lo por toda a vida.    

Nesse processo de desconstrução dos valores cristãos se perde também o valor do trabalho, quando esse fundamentalismo sexua,l que não passa de uma fachada para todas as pautas comunistas, desvaloriza toda forma de trabalho com ideologia de lutas de classes. Conceito muito atraentes para adolescentes que ainda não trabalham e não sabem o que é na prática construir um empreendimento capaz de empregar muitos pais de família e nem se quer suspeitam de como surgiu a empresa onde o papai está empregado. Talvez se o papai contar que o patrão vendia galinha branca nas ruas, lá em 1970. Talvez o aluno doutrinado pelo socialismo compreenda que na prática não é tão simples como ensinou o professor "problematizador". 

Pé de Frango




Resultado de imagem para FRANGO NO POLEIRO

Pé de Frango


Rodei a cidade inteira a procura de pé de frango,
Realmente!..., concordo!...Que coisa pobre e brega,
Mas por incrível que pareça não está fácil encontrar.
Depois que descobriram que pé de frango é rico
Em colágeno que não sei bem o que é,
Todas as madames e moçoilas estão comendo pé de frango,
Verdade!...Fui a uma casa de carne aqui na cidade de Marília,
Uma senhora cinquentão com cara de cinquentão
Estava encomendando cinquenta quilos...


Disse que era para recuperar o tempo em que ela não comeu pé de frango.
Eu também estava lá encomendando minha parte.
Eu poderia dizer que eu também preciso de colágeno,
Vocês me conhecem bem, sabem que sou o imparcialista,
Estão confesso a verdade,
Eu estava lá porque aquela antiga é já superada necessidade de menino pobre
Que comeu muito pé de frango ficou em mim como um gosto
Uma cultura, um costume de país asiático.


Se colágeno é bom mesmo para a pele, os ossos e cartilagens
Eu sou inoxidável e imortal, porque vá comer pé de frango como eu lá na China.
Ninguém mais se importa com os símbolos e as superstições
Em torno do pé de galinha:

Símbolos da paz sem cristo, cruz de Nero, cruz invertida...,
Pé de galinha na farofa de macumba,
“Quem come pé de galinha fica bisbilhoteiro,”
“Quem come pé de galinha nunca vai ficar rico.”
Sobre certa perspectiva eu sou bisbilhoteiro,
E por todos os ângulos eu sou pobre,
Estão concluo que pelo menos para mim as superstições estão certas.
Só não sei quanto ao colágeno.

Salomão Alcantra
J.Nunez

Características da sociedade contemporânea na Era da Informação

Literatura Imparcialista 


As Características da Sociedade Contemporânea

Não digo que essas são as características da sociedade Pós-Moderna,
Mas que são características da sociedade contemporânea,
Ou sociedade do prazer na Era da Informação e virtualização do mundo.

 A sociedade contemporânea está sendo caracterizada
Por muitas teorizações, direitos, nivelamentos, liberdades e tagarelices
Que destroem a autoridade, a ordem, a responsabilidade,
Os parâmetros, a disciplina e a hierarquia...

A sociedade contemporânea é marcada por consumismos;
Os prazeres, os vícios, sexo fácil e casual,
As inclusões, as diversidades, a globalização, a virtualidade do mundo,
As explorações dos meios de produção e de recursos,  
As criações de mercados, a comercialização de tudo, as conotações sexuais,
Os acessos as muitas culturas e informações;
Sem vivenciar ou praticar qualquer cultura;
Prevalecendo a cultura globalizada do consumo
E a virtualização do mundo e da vida humana,
São as marcas desse tempo contemporâneo.

A sociedade contemporânea é marcada ainda pelos vícios nas tecnologias,
Nos sons e imagens em movimento, que tornaram o silêncio
E a falta que sentimos da poluição sonora e visual,
Insuportáveis para nossos cérebros,
Acostumados ao caos das imagens e dos ruídos
E a esses emaranhados de informações impossíveis
De serem capitados por nossos cérebros
Que precisam de silêncio e serenidade para encontrar
A consciência de si mesmo e o caminho do equilíbrio.

A vida está sendo engolida pelo mundo das imagens e dos sons,
Estamos vivendo dentro de um mundo virtual que é a ilusão da ilusão,
Estamos deixando o mundo real e perdendo totalmente
A consciência de nossa existência e de nós mesmo dentro de um mundo
Que é feito a partir da ilusão da ilusão que temos da vida.

Octávio Guerra
J.Nunez