Pesquise

Educação qualifica supervisores e diretores

Educação qualifica supervisores e diretores de escola do ensino integral

Educação promove formação para supervisores e diretores de escola do programa ensino integralCerca de 250 profissionais participaram das atividades na EFAPE; em 2020, serão ao menos 664 escolas integrando o programa
Cerca de 250 supervisores e diretores de escola de todo o Estado participaram de uma formação técnica voltada ao Programa Ensino Integral nestas segunda (20) e terça-feira (21), em São Paulo. A atividade faz parte das formações continuadas oferecidas na Escola de Formação dos Profissionais da Educação (EFAPE).
A iniciativa teve início com palestras ministradas por integrantes da Secretaria da Educação, como o secretário executivo Haroldo Rocha e Bruna Waitman, coordenadora de ensino integral na COPED. “As palestras situaram os profissionais sobre o ensino integral, seus objetivos e suas melhorias. A ideia é que eles estejam plenamente capacitados para auxiliar professores e tirar dúvidas na volta das aulas”, explica Waitman.
Além de preparar profissionais para o novo modelo, a formação está conectada com a maior expansão do ensino integral da história de São Paulo. Neste ano, o PEI (Programa de Ensino Integral) estará presente em ao menos 664 escolas da rede estadual, um aumento de 247 escolas no programa. A expectativa do Governo é ultrapassar 1,4 mil unidades de ensino até 2023.
O preparo dos alunos, professores e pais para o modelo foi tema de workshops práticos sobre os diferentes conceitos do ensino integral, como acolhimento, culminância, eletivas e projeto de vida, os dois últimos partes integrantes do Inova Educação, nova política educacional paulista.
“É importante preparar os dirigentes e supervisores para quaisquer dúvidas que possam aparecer. Faz toda a diferença o regime de dedicação exclusiva de 40 horas semanais em uma única escola para o professor, melhorando a qualidade das condições de trabalho docente”, pontua a dirigente Solange Merlini.
As atividades também promoveram a troca de experiências entre os dirigentes. Na sala 4, por exemplo, unidades de Franca, Araraquara, Ribeirão Preto e São Carlos puderam trocar experiências e desafios que serão preenchidos pelo ensino integral. Em outra sala, dirigentes e supervisores das escolas da capital puderam compartilhar suas visões.
“Eu não queria ficar de fora desse movimento da educação atual e não imaginava a dimensão dessa rede até vir para cá. É um misto de encantamento com desafios”, declara Tânia Nunes, da Diretoria de Ensino Leste 4.
Tanto a expansão do Programa Ensino Integral como as iniciativas de formação da EFAPE estão conectadas com o Inova Educação. Componentes como as eletivas e o projeto de vida estarão em todas as escolas, não somente as de tempo integral. O início do ano letivo está marcado para dia 3 de fevereiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cidade de Marília: notícias, cultura, educação, entretenimento e política