CMC - MÍDIA

Geração Imediatista

Começamos com copos descartáveis,
Agora tudo é descartável, inclusive os amores...
Tudo é imediato, tudo deve vir pronto...ou no máximo pré-cozido...

Tudo deve ser feito só para esquentar...
Tudo tem que ser igual a macarrão Miojo ...
Somos a geração do tudo quase pronto...

Tudo é descartável porque o consumismo, o socialismo e o capitalismo
Pedem que seja assim...
Se não for assim não funciona...

Tudo é para durar um ano ou dois, no máximo três...
Tudo é mais ou menos durável...
Agora os amores sempre acabam...
Mesmo que eles sejam abstratos e não possuam data de validade...

Essa é a geração que tem fatiga do sexo no casamento que ainda não teve...
Essa é a geração da ilusão de não sacrifício enquanto se sacrificam
E lutam contra o tempo que passa inevitavelmente

E detona seus lindos corpos bombados, siliconados....
O sexo sem compromisso tem a duração de uma noite,
Os amores virtuais duram enquanto não chega a verdade ou a vida real.

A música é descartável, as garotas e suas bundas também são descartáveis,
A cultura é produto e mercado consumidor,
O beijo gay já ocorreu no cinema e na TV
E eu não posso dizer o que penso a respeito porque somos a sociedade
Do prazer, e a única coisa que importa nessa sociedade é a destruição
De tudo que faça barreira a nossa felicidade no meio das pernas e nos instintos sexuais.

Essa é a nova forma de repressão da expressão da fé e do pensamento...
Não possuímos mais a felicidade na alma que existia em harmonia
Com as leis biológicas e as leis ocultas que regem o invisível no homem...
Nossa felicidade agora reside no meio das pernas, no consumo e na ilusão de não altruísmo...

Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA