Pesquise

Há exato 1 ano se rompia a Barragem da Mina do Feijão, que deixou 272 mortos em Brumadinho.

 

Crédito: divulgação


                
Crédito: Murilo Moser
                         

Há exato 1 ano se rompia a Barragem da Mina do Feijão, que deixou 272 mortos em Brumadinho. E para relembrar e homenagear as vítimas da tragédia, houve hoje, 25 de janeiro, um ato em que a sirene que não tocou em 2019, soou por 60 segundos na Avenida Paulista, às 12h28, horário que a barragem se rompeu. Em seguida, os participantes sentaram na calçada e fizeram 1 minuto de silêncio.

A ação foi realizada pelos voluntários do Instituto Camila e Luiz Taliberti, criado pelos amigos e parentes das vítimas da tragédia. Após a performance, Larissa Carrara, voluntária do Instituto e amiga de Camila, realizou um discurso forte que reforçou o propósito de todos que estavam ali: abraçar as causas que Camila e Luiz tanto lutavam, mas foram interrompidos pela lama. “Geramos o Instituto na contramão de toda essa ganância e indiferença, como voluntários em defesa e proteção dos direitos humanos, grupos vulneráveis e meio ambiente. Camila, Luiz. Fernanda. Lorenzo: é por justiça, é por amor. É por vocês e todos outros 268 atingidos pelo rompimento da barragem em Brumadinho, que agora seremos nós que não sossegaremos mais. Eles tentaram nos enterrar. Não sabiam que éramos sementes!”, reforçou Larissa.

Como continuidade da série de ações que acontecerá nesse final de semana, às 18h30 os voluntários do Instituto, amigos e a família de Camila e Luiz Taliberti, farão uma caminhada até a Rua da Consolação, finalizando o dia com uma projeção sobre o tema no prédio onde funcionava o CREMESP, em frente ao Mackenzie.

26 de janeiro

Amanhã, 26, no mesmo local, Av. Paulista com a Rua Pamplona, acontece o segundo dia do evento com apresentações musicais e uma tenda com fotos de todas as vítimas. Também haverá a presença de uma serigrafista, que utilizará seus equipamentos para estampar camisetas dos participantes com o tema da ação.

Serviço

Evento em homenagem às vítimas de Brumadinho

Programação 26 de janeiro

Local: Esquina da Av. Paulista com a Rua Pamplona

10h: Início do evento
11h: Homenagem organizada pelos familiares
11h40: Apresentação musical
12h28: Toca a sirene -- 1 minuto de silêncio
13h às 17h: Diversas apresentações musicais
17h45: Encerramento do evento


Sobre o Instituto Camila e Luiz Taliberti

O Instituto é uma iniciativa coletiva de amigos e familiares de Camila e Luiz Taliberti, vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, em 25 de janeiro de 2019. O Instituto tem como missão atuar em temas socioambientais, a defesa dos direitos humanos, o empoderamento de grupos vulneráveis, especialmente mulheres, e a proteção do meio ambiente contra ações danosas.

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA
Empresa: Instituto Camila e Luiz Taliberti
Trama Comunicação: (11) 3388-3040 - www.tramaweb.com.br

Atendimento à imprensa

Lori Moscatelli - lori@tramaweb.com.br (11) 3388-3057 / (11) 98869-6141
Eri Yoshiy -- eri@tramaweb.com.br (11) 3181-5572 / (11) 95034-9122
Vanessa Sallas - vanessa@tramaweb.com.br (11) 3388 3049

Resultado de imagem para brumadinho hoje

Sobre a Trama Comunicação

Entre as 20 principais agências brasileiras de comunicação, a Trama se destaca há 24 anos por criar projetos comunicacionais inspiradores que conectam, informam e engajam diversos públicos de forma alinhada à estratégia de negócios das organizações. Com um time de 35 profissionais e atualmente com mais de 40 clientes em seu portfólio, recebeu o Prêmio Aberje de Comunicação Integrada (São Paulo), ganhou o Prêmio Internacional Lusos na categoria prata de relações públicas; foi indicada como uma das 13 agências de mais alto nível em qualidade e excelência de serviços na opinião de seus clientes, na pesquisa “Agência de Confiança”, realizada pela Revista Negócios da Comunicação. É associada ao Instituto Ethos, Aberje e Abracom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cidade de Marília: notícias, cultura, educação, entretenimento e política