Última publicação

Reforma administrativa deve ser efetiva apenas no longo prazo

Para André Félix Ricotta, professor de Direito Tributário, a não inclusão dos servidores atuais deve facilitar a aprovação, mas proposta não será capaz de solucionar atuais distorções

As linhas gerais da proposta da reforma administrativa, que tem como objetivo reduzir gastos com o serviço público, já começaram a ser apresentadas pelo governo federal. As regras da medida afetam os futuros servidores da União, estados e municípios, mas não deve trazer economia aos cofres do governo no curto prazo, pelo fato de possuir efeito nulo sobre os atuais servidores públicos, além de preservar categorias como juízes, procuradores, promotores, deputados e senadores.

Especialista em Direito Tributário, o advogado e professor do Mackenzie, André Félix Ricotta,acredita que essa reforma não será capaz de solucionar as atuais distorções nos gastos com os servidores. "Os problemas atuais ela não vai resolver, pois será aplicada apenas para os novos servidores, para quem ingressar no serviço público …

Modernizações tecnológicas no Estado de São Paulo




Governo de SP assegura investimento de R$ 8,8 bi do Grupo Iberdrola

Iniciativa, revelada no Fórum Mundial em Davos, faz parte do plano de investimentos da multinacional espanhola no Brasil até 2023
Governo de SP assegura investimento de R$ 8,8 bi do Grupo Iberdrola
O Governador João Doria e os Secretários de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, e Relações Internacionais, Julio Serson, se reuniram nesta quarta-feira (22) com o Presidente e CEO do grupo Iberdrola, Ignacio Galán, e anunciaram o investimento de R$ 8,8 bilhões da multinacional espanhola para São Paulo e outros estados brasileiros.
O recurso, que faz parte do plano de investimentos da empresa no Brasil até 2023, vai beneficiar o sistema de energia, programas sociais e modernizar tecnologias da área de energia.
“Fico feliz em ver que nossos esforços para atrair novos investimentos e recuperar a confiança do mercado internacional estão dando bons resultados. Mais empregos e renda para os brasileiros de São Paulo”, disse Doria.
Do total do investimento, R$ 2,1 bilhões serão para o Estado de São Paulo e R$ 6,7 bilhões para outras regiões do país. A Iberdrola tem mais de 170 anos de história, é líder do setor energético global, além de ser a primeira geradora eólica e uma das maiores empresas de energia elétrica em valor de mercado do mundo.



“Muito bom ver que o trabalho liderado pelo Governador João Doria está recuperando a confiança do mercado internacional e atraindo novos investimentos para o nosso estado e para o Brasil”, afirmou Ellen.
O anúncio aconteceu no terceiro dia de reuniões em Davos, na Suíça. Até sexta-feira (24), estão previstos encontros e reuniões do Governador e Secretários para apresentar projetos e ações do Governo para empresas e grupos de investidores mundiais.
Ignacio Galán ressalta que o investimento da Iberdrola nos próximos anos no Brasil é em torno de R$ 30 bilhões e cerca de 25% desse valor será destinado para o Estado de São Paulo. “Se o Brasil vai bem, é porque São Paulo vai bem. O nosso compromisso com o país é total e estamos muito satisfeitos com essa parceria”.
O grupo Iberdrola fornece energia para aproximadamente 100 milhões de pessoas nos países onde atua. No Brasil, é mantenedora da Elektro, concessionária da Neoenergia, que foi eleita 10 vezes a melhor distribuidora de energia do país e mantém 2,6 milhões de clientes e 3,7 mil colaboradores, que trabalham diariamente para distribuir energia para 228 municípios dos estados de São Paulo (nas regiões de Campinas e Vale do Ribeira) e Mato Grosso do Sul.

Comentários