Pesquise

Procon Marília supera em 7% a média nacional de índice de resolução e se destaca no Estado

Marília obteve 83,01% no Sindec entre os dias 1 e 24 de dezembro; devido às tradições natalinas e o 13º salário, período concentra a maior movimentação comercial do ano

foto Resultado do Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor), divulgado pela Secretaria Nacional do Consumidor, aponta que o Procon Marília atingiu 83,01% no Índice de Solução Preliminar Médio. A unidade local ficou 7% acima da média nacional e foi destaque no Estado de São Paulo.
O indicador acompanha a produtividade e resolutividade das unidades municipais do Procon. O levantamento observa o intervalo entre os dias 1 e 24 de dezembro, período com forte impacto das compras de final de ano.
O coordenador do Procon em Marília, Guilherme Moraes, explica que o indicador quantifica os resultados das Cartas de Informações Preliminares, um documento que o órgão utiliza para notificar, já solicitando esclarecimentos, às empresas reclamadas.
“Quando temos a resolução mediante apenas o envio da carta, evita-se a abertura de um processo de reclamação junto ao Procon – com prazos maiores – e principalmente uma eventual ação na Justiça. Por isso, a importância dessa solução na fase preliminar”, disse o coordenador.
Guilherme destaca que, ao longo dos últimos dez anos, a complexidade das demandas no Procon aumentou significativamente. Em uma ação recente, comenta, foram feitas negociações mediante reclamação de 790 pessoas contra uma única empresa, do setor financeiro.
Ele acredita que a popularização do crédito e a venda de novos serviços (comunicações, financeiros e de saúde, entre outros com grande regulamentação) provocou a diversificação das demandas. Em geral, em tudo que é vendido, pode haver desacordo.
BALANÇO
O Procon Marília deve finalizar, ainda nesta semana, o relatório referente as reclamações e soluções de queixas de 2019. Em função de danos em produtos, problemas com entrega e desacordos financeiros, o reflexo dos últimos meses de vendas pode ser sentido em 2020.
Conforme dados da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília) o mês de dezembro deve encerrar com crescimento nas vendas de cerca de 7%, em relação ao ano passado. Além do 13º, a liberação de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) tem impacto no aumento das vendas.


Fotos: Arquivo PMM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cidade de Marília: notícias, cultura, educação, entretenimento e política