CMC - MÍDIA

Professor Nivaldo Alonso é o primeiro brasileiro a integrar o colegiado da instituição Smile Train

O professor Nivaldo Alonso, chefe técnico da Seção de Cirurgia Craniofacial do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP-Bauru, passou a fazer parte do Conselho Médico Consultivo da Smile Train. Alonso é o primeiro brasileiro a integrar o colegiado da instituição. O anúncio foi feito em 14 de janeiro.
A Smile Train é uma instituição filantrópica internacional atuante em mais de 90 países com cirurgias e tratamentos complementares de fissura labiopalatina. A organização capacita os médicos locais com treinamento, financiamento e recursos para fornecer cirurgia de fissura labiopalatina gratuita e assistência abrangente para crianças em todo o mundo.
Alonso é cirurgião parceiro da Smile Train desde 2008 e liderou treinamentos para parceiros em todo o Brasil, além de já ter sido presidente do Conselho Médico do Brasil. O professor é docente da Disciplina de Cirurgia Plástica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e diretor do Serviço de Cirurgia Craniomaxilofacial do Hospital das Clínicas (HC) da FMUSP.
Fundado em 1967, o Hospital Centrinho é pioneiro em suas áreas de atuação e referência nacional e internacional no tratamento e pesquisa das anomalias craniofaciais congênitas, síndromes associadas e deficiências auditivas. A assistência é disponibilizada via Sistema Único de Saúde (SUS).
Além de Alonso, foram incluídos no conselho também Catherine Crowley, professora e diretora do Instituto de Extensão Bilíngue da Teachers College Columbia University (Estados Unidos) e autora de projeto de treinamento de fala em fissura labiopalatina; Fernando Molina, presidente da Fundação de Anomalias Craniofaciais “Dr. Fernando Ortiz Monasterio”, chefe da Divisão de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Hospital Geral Manuel Gea González e professor de Cirurgia Plástica na Unidade de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM); e Peter Mossey, decano associado da Faculdade de Odontologia da Universidade de Dundee (Escócia) e diretor do Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde (OMS) para Anomalias Craniofaciais.
Organização
O Conselho Médico Consultivo da Smile Train é composto por especialistas de várias disciplinas como cirurgia, anestesia, genética, ortodontia e fonoaudiologia. O colegiado ajuda a garantir que todos os seus programas ofereçam tratamentos de fissura complementares seguros e de alta qualidade para as crianças atendidas.
“Como a Smile Train continua a capacitar os parceiros locais para aumentar o acesso a cirurgias, anestesia e tratamentos complementares de fissuras nos países em desenvolvimento, a segurança dos pacientes e a qualidade do atendimento continuam sendo nossa prioridade. O Conselho Médico Consultivo da organização desenvolveu um Protocolo de Segurança e Qualidade que define os padrões exigidos para cuidados seguros com cirurgia e anestesia nos parceiros médicos da Smile Train em todo o mundo”, afirmou, em entrevista ao site da instituição, o cirurgião de fissura labiopalatina Larry Hollier Jr., que lidera o Conselho Médico.
“Essas pessoas trazem uma riqueza de conhecimento e experiência em tratamentos complementares de fissura labiopalatina e serão um grande trunfo para orientar os programas globais de tratamento de fissuras da Smile Train”, disse a presidente e CEO da Smile Train, Susannah Schaefer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA