15 de fev. de 2020

Professores podem comer depois dos alunos

Resultado de imagem para merenda escolar
"Professores são orientados por escola a comer sobras de merenda" esse é o título da reportagem que está circulando nas mídias, bem sensacionalista por sinal.
Professores alegam que foram proibidos de consumir a merenda servida na escola Doutor Roberto Shoji, em Praia Grande. Foram orientados pela direção a comerem a sobra dos alunos. Observamos que no titulo da reportagem do UOL há um sensacionalismo com a informação.
Um professor que preferiu não se identificar para a reportagem feita pelo UOL, disse que os docentes foram orientados sobre as regras quanto a alimentação servida nas escolas. A escola Doutor Shoji está  sob nova direção, e um professor disse que no ano anterior os colegas de profissão podiam se alimentar, normalmente, com a merenda da escola. 
A reportagem do UOL diz que teve acesso ao documento da reunião dos professores com a nova direção, e a atá diz: “Alimentar-se da merenda após os alunos, não junto com eles, caso aja sobra”.
Pelo que podemos analisar não se trata de comer o resto que sobra do prato dos alunos, mas sim o resto que sobra nas panelas após os alunos se alimentarem. Esse é um procedimento normal em muitas escolas.
O tema é polêmico, mas nesse caso, foi interpretado de modo sensacionalista. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cidade de Marília: notícias, cultura, educação, entretenimento e política