Processo seletivo, prorrogação ou novo concurso público na cidade de Marília


        Prefeitura de Marília


Atualização - dia 03-03-2020

RESPOSTA PARA O CIDADE DE MARÍLIA .COM 



Nota da Prefeitura de Marília informando sobre o último concurso público


A Prefeitura de Marília informa que todas as vagas oferecidas no edital de abertura foram preenchidas, e o concurso teve validade de 2 anos. Após a consulta junto com as Secretarias Municipais, não houve interesse na prorrogação, tendo em vista que todas as vagas foram preenchidas. Estuda-se abertura de um novo concurso, após o termino do estudo que já vem sendo feito sobre atualização de cargos e atribuições.



Prorrogação ou novo concurso público na cidade de Marília 

Os candidatos que prestaram o último concurso público para a Prefeitura de Marília receberam com total desaprovação a possibilidade de não prorrogar o concurso, e também a possibilidade de não ser realizado um novo concurso. Os candidatos não contavam com uma a probabilidade de que nem uma das duas reivindicações sejam atendidas, nessa semana foi publicado em um jornal da cidade que a Prefeitura de Marília pretende fazer Processos Seletivos para atender á necessidade de funcionários no decorrer desse e do próximos anos.

Os funcionários da  prefeitura, especialmente os professores, lutam pelo plano de carreira que não sai do papel, a possibilidade de processos seletivo é um reprocesso enorme na educação de Marília.O processo seletivo, é uma maneira da administração pública evitar criar vínculos empregatícios compromissados e efetivos. No processo seletivo o funcionário é contratado por apenas dois anos, é viável para a economia do município, porém inviável para os professores que não terão continuidade de seus trabalhos e de suas carreiras como profissionais; e pior ainda para a área da educação que será muito prejudicada com essa falta de propósito e continuidade de planos e projetos que precisam de anos de práticas para que se perceba os resultados. A rotatividade de professores, como acontece na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo é uma prática desaconselhável se de fato desejamos melhorias na educação, seja ela municipal ou estadual.     
      
O concurso para vários cargos realizado pela Prefeitura de Marília em 2017, está sendo alvo de discussões nas redes sociais. A discussão está em torno da  possibilidade de prorrogação ou de  realização de um novo concurso. Os candidatos que passaram, e que estão na lista de espera, contam com a prorrogação, uma vez que é uma prática normal nos concursos em que há uma lista de espera.

 Apesar de o prefeito Daniel Alonso ainda não ter se manifestado, há muita especulação na cidade quanto à prorrogação ou a realização de outro concurso. Nas redes sociais há muita manifestação tanto de grupos que defendem á realização de um novo concurso para que tenham novamente a possibilidade de participarem, passarem ou terem uma classificação que possibilite sua chamada para o cargo almejado.

A cidade passa por um momento de grande transformação no seu quadro de funcionários públicos, além da carência no quadro de funcionários já amenizada, em alguns cargos, há muitos profissionais que se aposentarão esse ano. Seria inviável a realização de um novo concurso em um ano de grandes mudanças,quando a Prefeitura de Marília pode prorrogar a concurso de 2017 e atender suas deficiências no quadro de funcionários e ainda evitar gastos desnecessários. Lembrando que o concurso foi realizado pela Fundação Vunesp,  uma empresa séria e muito bem conceituada na realização de concursos. 

Os candidatos que estão na lista de espera se manifestam a favor da prorrogação, afinal, além de todo o sacrifício das muitas horas dedicadas aos estudos, gastaram pagando cursos e especializações em suas áreas, para que pudessem atender aos requisitos exigidos pelo cargo no qual realizaram as provas.

O concurso da Prefeitura de Marília de 2017, não atendeu a todos os cargos, para a esse momento seria mais viável, depois das eleições, realizar um novo concurso para esses cargos que não foram contemplados.

Com relação ao ato de prorrogação de concurso público o inciso III do art. 37 da CR/88 , dispõe que "o prazo de validade do concurso público será de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual período ".

Lembrando que o Prefeito Daniel Alonso ainda não manifestou a respeito da realização de um novo concurso ou da prorrogação do concurso de 2017, que vencerá agora em Março de 2020.No momento, o que estamos vendo são grupos que, segundo seus interesses,  desejam influenciar as decisões que serão tomadas quanto ao último concurso. 

A cidade de Marília, semelhante a qualquer outra do Brasil, está passando por um momento crítico com relação ao coronavírus, muitas das medidas tomadas antes da pandemia foram coerentes com aquele momento, no entanto, a pandemia do coronavírus surgiu como um fator inesperado.

 Na cidade está sendo construídas duas escolas, que serão entregues desse próximo semestre, isso porque a construção civil não parou durante esses período. Entre os fatores inerentes a pandemia temos  por exemplo os grupos de risco e a possibilidade de muitos de profissionais não retornarem ao trabalho, e ainda a cidade tem o seu quadro de vagas comprometido por aposentadorias. A construção e inauguração de novas escolas podem  comprometer ainda mais o quadro de funcionários da prefeitura de Marília. Para o momento seria mais viável que o prefeito revogasse a não prorrogação e chamasse os professores e outros profissionais que prestaram as provas do último concurso.