Última publicação

Reforma administrativa deve ser efetiva apenas no longo prazo

Para André Félix Ricotta, professor de Direito Tributário, a não inclusão dos servidores atuais deve facilitar a aprovação, mas proposta não será capaz de solucionar atuais distorções

As linhas gerais da proposta da reforma administrativa, que tem como objetivo reduzir gastos com o serviço público, já começaram a ser apresentadas pelo governo federal. As regras da medida afetam os futuros servidores da União, estados e municípios, mas não deve trazer economia aos cofres do governo no curto prazo, pelo fato de possuir efeito nulo sobre os atuais servidores públicos, além de preservar categorias como juízes, procuradores, promotores, deputados e senadores.

Especialista em Direito Tributário, o advogado e professor do Mackenzie, André Félix Ricotta,acredita que essa reforma não será capaz de solucionar as atuais distorções nos gastos com os servidores. "Os problemas atuais ela não vai resolver, pois será aplicada apenas para os novos servidores, para quem ingressar no serviço público …

Brasília sedia o 3º Simpósio Internacional de Segurança em 5 e 6 de maio



Brasília sedia o 3º Simpósio Internacional de Segurança em 5 e 6 de maio
As Inovações Tecnológicas no Combate à Criminalidade será o mote da edição 2020 do Simpósio Internacional de Segurança, que reunirá especialistas em segurança pública, empresários do setor e representantes de instituições policiais e de entidades congêneres
OBS.: Para mais informações e solicitações de entrevistas, favor entrar em contato por meio do e-mail: imprensa@nectainova.com.br (jornalista Eliane Jerônimo Bueno)


Simpósio Internacional de Segurança - Crédito: Divulgação
Brasília sediará, nos dias 05 e 06 de maio de 2020, a 3ª edição do Simpósio Internacional de Segurança, com iniciativa e coordenação da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF). O evento conta com apoio institucional da Polícia Federal, da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal e de várias outras entidades do setor de segurança. A organização é da Necta e o evento será realizado no CICB - Centro Internacional de Convenções do Brasil, na capital federal.

O Simpósio tem como objetivo debater a utilização da tecnologia e inovação no aperfeiçoamento do combate à criminalidade, além de contar com uma feira, por meio da participação de empresas nacionais e internacionais com atuação nesse setor.
Sob o tema "As Inovações Tecnológicas no Combate à Criminalidade", o 3º Simpósio acontece em um espaço de 6 mil m² e reunirá especialistas em segurança pública, empresários do setor e representantes de instituições policiais e de entidades congêneres.
"Essa 3ª edição do Simpósio deverá reunir mais de mil participantes e iremos aprofundar ainda mais o debate relacionado à Segurança Pública, destacando experiências bem sucedidas do uso da tecnologia no combate à criminalidade, no Brasil e em outros países. São exemplos importantes para solução de casos não apenas da polícia judiciária, mas também em outras forças de segurança", ressalta o vice-presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), Luciano Leiro.
O delegado Leiro enfatiza, também, que o formato do evento permite a demonstração do uso das novas ferramentas e tecnologias e que, na edição 2020, a exposição contará com um número maior de organizações e, assim, contemplará ainda mais soluções e ferramentas tecnológicas. "Teremos novidades relacionadas as inovações tecnológicas, por meio da participação de empresas que são referência internacional no combate ao crime. O Simpósio abordará temas fundamentais nesse setor e, ainda, debaterá sobre as formas de financiamento da segurança pública", completou leiro.

PROGRAMAÇÃO

Simpósio Internacional de Segurança - Crédito: Divulgação

A programação do Simpósio 2020 contempla os temas: Segurança Pública; Fronteiras; Crimes Cibernéticos; Sensoriamento Remoto; Sistema Prisional; e Smart Cities.

EXPOSIÇÃO

Simpósio Internacional de Segurança - Crédito: Divulgação

Com o objetivo de apresentar as novas tecnologias com foco no combate à criminalidade para trazer mais eficiência às investigações no Brasil, o 3º Simpósio Internacional de Segurança conta com uma exposição focada nas inovações tecnológicas, por meio da participação de empresas nacionais e internacionais. Empresas confirmadas: Avantia; Berkana; Digicon; Dígitro; HEX; Motorola; Microsoft; NSO; Pelco; Stefanini Rafael; TechBiz; Tecno IT; Tyco; VMI; entre outras organizações.
PÚBLICO
O Simpósio possui inscrição restrita para convidados, como gestores e servidores públicos das áreas de segurança, tecnologia e inteligência.
Serviço
Data: 05 e 06 de maio de 2020 (TERÇA E QUARTA)
Horário: Das 09h às 19h
Local: CICB - Centro Internacional de Convenções do Brasil | St. de Clubes Esportivos Sul Trecho 2 Conjunto 63, Lote 50 - Asa Sul, Brasília/DF, 70200-002
Mais Informações: www.simposioseguranca.com.br
Organização e promoção: Necta (www.nectainova.com.br)
CREDENCIAMENTO IMPRENSA: Os jornalistas deverão solicitar o credenciamento por meio do link: www.simposioseguranca.com.br/credenciamento-imprensa
Mais Informações: imprensa@nectainova.com.br (Jornalista Eliane Jerônimo Bueno)
Web | Em alta
Divulgação
Simpósio Internacional de Segurança - ADPF
Web | Em alta
Divulgação
Simpósio Internacional de Segurança - ADPF
Web | Em alta
Divulgação
Simpósio Internacional de Segurança - ADPF
Web | Em alta
Divulgação
Simpósio Internacional de Segurança - ADPF
Web | Em alta
Divulgação
Simpósio Internacional de Segurança - ADPF
Web | Em alta
Divulgação
Simpósio Internacional de Segurança - ADPF


SOBRE O SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE SEGURANÇA
A terceira edição do Simpósio Internacional de Segurança, organizado pela Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal - ADPF tem como objetivo debater a utilização da tecnologia e inovação no aperfeiçoamento do combate à criminalidade.
Problemas como o aumento das taxas de criminalidade e da violência contribuem para o crescimento da sensação de insegurança da população, sobretudo nos grandes centros urbanos, tornando a questão da segurança pública o principal desafio para o País. A utilização da tecnologia possibilita a formação de robustos bancos de dados, elaboração de perfis de criminosos e suas organizações, cruzamento e análise de dados com mais profundidade, obtenção de estatísticas, e permite uma visão sistêmica que contextualize a segurança pública, dentre outros aspectos.
ADPF: A Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal - ADPF, fundada em 1976, é uma entidade representativa de classe, de âmbito nacional, dotada de personalidade jurídica de direito privado, de caráter eminentemente assistencial, cultural, sem fins lucrativos e com duração indeterminada.
Com mais de 2.300 associados, a entidade representa cerca de 90% dos Delegados de Polícia Federal e está representada nas 27 unidades da Federação por meio de suas Diretorias Regionais, tendo como missão aprimorar a instituição policial, sua doutrina, normas e princípios de atuação funcional. Cabe à entidade resguardar os interesses dos Delegados da Polícia Federal e da própria Polícia Federal, além de colaborar com as autoridades, ao apresentar propostas relativas aos interesses da Instituição e da própria Segurança Pública.

Mais Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação e Imprensa do Simpósio Internacional de Segurança
Eliane Jerônimo Bueno (Mtb 50559)
+55 11 9 9234-4911
E-mail: imprensa@nectainova.com.br

Comentários