Hospital Alemão Oswaldo Cruz une-se a Coalizão COVID Brasil, composta por cinco instituições de ponta, para estudar tratamentos para pacientes com Coronavírus


Hospital Alemão Oswaldo Cruz une-se a Coalizão COVID Brasil, composta por cinco instituições de ponta, para estudar tratamentos para pacientes com Coronavírus

Os estudos serão conduzidos conjuntamente pelos times de especialistas do Centro Internacional de Pesquisa do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e dos Hospitais Albert Einstein, HCor, Sírio-Libanês e Moinhos de Vento com a BRICNet

São Paulo, 31 de março de 2020 -- O Centro Internacional de Pesquisa do Hospital Alemão Oswaldo Cruz passa a fazer parte do grupo de Hospitais, composto por Albert Einstein, HCor, Sírio-Libanês e Moinhos de Vento, que irá conduzir estudos para o tratamento do Covid-19 em conjunto com a BRICNet (Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva). O time de especialistas destas instituições de ponta fará avaliação de opções de tratamento para pacientes infectados pelo Coronavírus e, a partir desses estudos, será possível avaliar a segurança e eficácia das terapêuticas adotadas em diferentes perfis de pacientes.

A Coalizão COVID Brasil incluirá cinco projetos de pesquisa: três avaliando pacientes hospitalizados em alas hospitalares e unidades de terapia intensiva, um avaliando seguimento um ano após alta hospitalar e um avaliando pacientes não hospitalizados com diagnóstico de Covid-19. O projeto tem apoio do Ministério da Saúde e de uma indústria farmacêutica.

De acordo com Kenneth Almeida, Diretor-executivo de Inovação, Pesquisa e Inovação do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, neste momento em que o mundo enfrenta uma pandemia da doença é necessário colocar todos os experts da Instituição debruçados para encontrar respostas que possam conter o avanço deste novo vírus e garantir o acompanhamento clínico dos infectados pelo Coronavírus. "Contamos com um time de médicos e pesquisadores capaz de contribuir de forma significativa para gerar conhecimentos que impulsionem o avanço da medicina, ajudando a salvar um número ainda maior de vidas", afirma.

Para o Diretor-presidente do Hospital, Paulo Vasconcellos Bastian, a parceria consolida o propósito do Hospital em cuidar de vidas com humanidade e respeito, disseminando sua capacidade técnica com o objetivo de contribuir para a melhoria da saúde da população brasileira. "Atuar de forma pioneira, estimulando o desenvolvimento da medicina e da saúde está no DNA do Hospital. Com essa parceria reafirmamos a sua vocação para cuidar e a capacidade de contribuir para o desenvolvimento da saúde no País. Todo o nosso time está empenhado nesta luta de enfrentamento ao Coronavírus, cuidando de cada detalhe para que possamos reduzir a disseminação do vírus e para alcançarmos tratamentos mais rápidos e efetivos contra a contra a doença", diz.

O projeto interinstitucional chamado de Coalizão COVID Brasil estima beneficiar pacientes atendidos em cerca de 80 hospitais brasileiros. Os primeiros resultados deste trabalho conjunto devem estar disponíveis em até 90 dias.

Sobre o Centro Internacional de Pesquisa do Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Inaugurado em agosto de 2019, o Centro Internacional de Pesquisa do Hospital é comandado pelo cardiologista e pesquisador Dr. Álvaro Avezum, considerado pela consultoria Thomson Reuters como um dos quatro cientistas brasileiros com produção acadêmica de maior impacto no mundo. O Centro tem como propósito fomentar pesquisas de relevância para a saúde da população brasileira e mundial, incluindo estudos mecanísticos, epidemiológicos, clínicos, de implementação do conhecimento, avaliação de tecnologias em saúde, avaliação econômica e revisões sistemáticas.


Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Fundado por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com atuação de referência em serviços de alta complexidade e ênfase em Oncologia e Doenças Digestivas, em 2019 a Instituição completou 122 anos. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) -- principal agência mundial de acreditação em saúde --, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 3.900 médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país. Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua também na área pública como um dos cinco hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz -- http://www.hospitaloswaldocruz.org.br/

Comentários