Última publicação

Reforma administrativa deve ser efetiva apenas no longo prazo

Para André Félix Ricotta, professor de Direito Tributário, a não inclusão dos servidores atuais deve facilitar a aprovação, mas proposta não será capaz de solucionar atuais distorções

As linhas gerais da proposta da reforma administrativa, que tem como objetivo reduzir gastos com o serviço público, já começaram a ser apresentadas pelo governo federal. As regras da medida afetam os futuros servidores da União, estados e municípios, mas não deve trazer economia aos cofres do governo no curto prazo, pelo fato de possuir efeito nulo sobre os atuais servidores públicos, além de preservar categorias como juízes, procuradores, promotores, deputados e senadores.

Especialista em Direito Tributário, o advogado e professor do Mackenzie, André Félix Ricotta,acredita que essa reforma não será capaz de solucionar as atuais distorções nos gastos com os servidores. "Os problemas atuais ela não vai resolver, pois será aplicada apenas para os novos servidores, para quem ingressar no serviço público …

Professor preso por pedofilia é acusado de oferecer a própria filha.

Policiais cumprem mandados de busca e apreensão domiciliar nas cidades de Assis e Marília — Foto: TV TEM/Reprodução
Um professor que reside em Marília e leciona na rede municipal de Assis foi preso hoje (10) pelo crime de pedofilia na “Operação Novatam Vitam”. A ação apreendeu aparelhos celulares e eletrônicos na residência do acusado.
Segundo informações da Polícia Civil, a investigação contra o professor teve início após registro de uma ocorrência. O denunciante teria mantido conversas em site de relacionamento com um perfil de mulher.
A conversa avançou para sugestões de favores sexuais em troca de dinheiro e ainda questionou o denunciante sobre possível atração por crianças, inclusive enviando fotos de menor de idade nu e em trajes de banho.
A Polícia Civil identificou que o perfil feminino no site de relacionamento pertencia ao professor. A investigação apontou ainda que as fotos envidadas pelo acusado eram semelhante a da sua filha.
Na ação, os policiais civis cumpriram mandado de busca na residência do professor em Marília. O endereço não foi revelado, mas a ação apreendeu aparelhos celulares e eletrônicos. Num dos telefones foram encontrados fotos e vídeos com cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.
O professor foi preso em um hotel em Assis e indiciado em flagrante no artigo 241 – B (Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente) do ECA (Estatuto da Criança e Adolescente). A pena pode chegar até quatro anos de prisão em regime fechado.

Fonte: Jornal da Manhã
Resultado de imagem para professor pedofilia em marilia

Professor da rede municipal foi preso na manhã desta terça-feira (10) em Assis — Foto: TV TEM/Reprodução

Comentários