CMC - MÍDIA

Startup lança serviço de assistente pessoal com leilão de preço

Startup lança serviço de assistente pessoal com leilão de preço

Como forma de contribuir para o isolamento social, fundamental para conter a pandemia do coronavírus, a startup Picap passa a oferecer em todas cidades onde atua - São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Teresina, Manaus, Campo Grande, Goiânia, Belém, São Luís e Campinas - serviço de assistência pessoal, 24 horas por dia, que vai além da simples entrega de produtos. Como é feito por motociclistas, o serviço de assistência pessoal da Picap garante agilidade.

A Picap já atua com serviço de transporte de passageiro e entrega de mercadorias por moto. Agora, a ideia e que as pessoas também possam solicitar serviços, como busca de documentos e idas a repartições. Além disso, o sistema permite que o usuário faça uma espécie de leilão, na busca pelo melhor preço. Neste momento, os motoqueiros ficarão com 100% da tarifa cobrada, sem pagar qualquer taxa à startup.

Para dar conta do desafio, a Picap conta com uma base de 20 mil motociclistas cadastrados, que aumenta a cada dia. A empresa também abriu, recentemente, inscrição para o uso de bicicletas para entrega.

- Nosso objetivo é auxiliar para que as pessoas fiquem em casa e, assim, contribuir para evitar a expansão da pandemia. - ressalta o CEO da Picap, Diogo Travasso.

Com o serviço de assistência pessoal, o usuário pode encomendar ao motociclista da Picap, por exemplo, que busque um documento na casa de alguém, leve-o para que outra pessoa o assine e o deixe em outro endereço. O valor do serviço é previamente combinado (o motoqueiro pode fazer uma contraproposta), e o usuário pode optar pelo condutor que fizer a melhora proposta.

O serviço de entrega da Picap conta com alguns pré-requisitos. O objetivo é atender a todo tipo de encomenda, desde que não ultrapasse o valor de R﹩ 500. O motorista deverá tirar uma foto da mercadoria quando tiver acesso à encomenda e outra no momento da entrega. O objetivo, com isso, é garantir a segurança do serviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA