Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) orientou os prefeitos a não demitir os professores interinos dos municípios.

Neurilan Fraga — Foto: Vicente Souza/AMMO presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) , Neurilan Fraga, saiu em defesa dos professores interinos que não tiveram os contratos renovados e orientou os prefeitos a não demitir os professores interinos dos municípios.
Ele ressalta que neste período em que as aulas estão suspensas, o momento é de solidariedade com os professores. Por outro lado, o governo federal está sinalizando os recursos para suprir as áreas essenciais, não somente a saúde, mas também a educação.
Fraga avalia que os municípios estão na linha de frente no combate à disseminação do coronavírus, e a preservação da saúde das pessoas é prioridade.
As lideranças políticas, na sua opinião, têm que ter mais sensibilidade e um entendimento melhor sobre o que o mundo todo está vivenciando neste momento, antes de tomar as decisões e medidas que geram insegurança e mais sofrimento para as pessoas.
O presidente da AMM destaca que essa situação vem chamando atenção. Os professores efetivos estão preservados e vão receber os seus salários normalmente, enquanto os interinos estão sendo tratados de maneira diferente.
São milhares de professores, tanto na rede estadual quanto municipais, contratados de forma temporária.

Comentários