google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

CMC - MÍDIA

Publique, contribua com o CMC

Demissões de professores em Tocantins



Gurupi passa a integrar o Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021 na ...
Prefeitura diz que não tem como manter os pagamentos porque a receita está sendo afetada pela pandemia de coronavírus. Também afirmou que contratos não eram justificáveis, pois aulas estão suspensas.


G1

Professores e servidores contratados que trabalhavam na Secretaria de Educação de Gurupi, na região sul do estado, tiveram os contratos encerrados pela prefeitura da cidade. Foram 80 professores exonerados. Na lista de dispensas também estão diretores, merendeiras e servidores administrativos, mas o número total de exonerados ainda não foi informado pelo município.
Conforme a publicação feita pelo secretário de educação, serão dispensados todos os contratos temporários que estavam lotados na Secretaria de Educação e unidades escolares. O município informou ao G1 que a rescisão dos contratos será a partir desta quinta-feira (16).
Em nota, a Secretaria de Educação informou que a receita do município está sendo afetada devido a pandemia de Covid-19 e por isso não é razoável, neste momento de crise, manter "o pagamento dos mesmos [os servidores] sem o efetivo exercício de suas atividades."
Segundo o município, a manutenção do contrato também não era justificável porque as aulas estão suspensas. "Também não há uma previsão sobre o retorno das aulas, que estão suspensas por tempo indeterminado em razão do cenário da pandemia no Brasil, não sendo justificada a manutenção dos contratos", diz nota do município.
A Secretaria de Educação afirmou que todas as verbas rescisórias proporcionais serão devidamente pagas na folha salarial do mês de abril. Também disse que os profissionais serão novamente contratados assim que as aulas da rede municipal forem retomadas, conforme a necessidade temporária e o interesse público.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Publique sua matéria