Última publicação

Reforma administrativa deve ser efetiva apenas no longo prazo

Para André Félix Ricotta, professor de Direito Tributário, a não inclusão dos servidores atuais deve facilitar a aprovação, mas proposta não será capaz de solucionar atuais distorções

As linhas gerais da proposta da reforma administrativa, que tem como objetivo reduzir gastos com o serviço público, já começaram a ser apresentadas pelo governo federal. As regras da medida afetam os futuros servidores da União, estados e municípios, mas não deve trazer economia aos cofres do governo no curto prazo, pelo fato de possuir efeito nulo sobre os atuais servidores públicos, além de preservar categorias como juízes, procuradores, promotores, deputados e senadores.

Especialista em Direito Tributário, o advogado e professor do Mackenzie, André Félix Ricotta,acredita que essa reforma não será capaz de solucionar as atuais distorções nos gastos com os servidores. "Os problemas atuais ela não vai resolver, pois será aplicada apenas para os novos servidores, para quem ingressar no serviço público …

São Paulo combate à Covid-19

Estado de São Paulo recebe da CSU 40 mil itens para o combate à Covid-19

A doação de álcool gel, aventais, toucas e luvas visa apoiar o trabalho dos profissionais da saúde dos hospitais que mais necessitam de EPIs


São Paulo, 9 de abril de 2020 - O mundo vive um momento de crise na área da saúde e na economia com a chegada da Covid-19, e a solidariedade entre pessoas e empresas se tornou necessária para salvar vidas. Pensando nisso e consciente de sua responsabilidade social, a CSU, empresa de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, doou, nesta quarta-feira (8), 40 mil itens de proteção, parte deles entregue na Unidade Dispensadora Tenente Pena (UDTP), que tem funcionando como centro de distribuição de medicamentos e doações de materiais para os hospitais com mais necessidades de abastecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs).

"Superar uma das maiores crises globais exige empatia e esforços do setor público e privado. A CSU assumiu o compromisso para minimizar os impactos do coronavírus, apoiando e protegendo os profissionais da área da saúde - verdadeiros heróis que têm lutado pela vida em meio à pandemia", disse Marcos Ribeiro Leite, CEO da companhia.

A ação de entrega, realizada na sede da CSU, em Barueri, seguiu todos os protocolos de segurança e prevenção e contou com a presença do Secretário Estadual da Saúde, José Henrique Germann, Secretário da Saúde de Barueri, Dionísio Alvarez Mateos Filho e do Secretário da Indústria, Comércio e Trabalho, Joaldo Macedo Rodrigues (Magoo), também de Barueri. Ao todo, foram entregues 10 mil litros de álcool gel, 10 mil aventais, 10 mil toucas e 10 mil luvas.

Para o Secretário Estadual da Saúde, ações solidárias, como da CSU, continuarão sendo necessárias para incentivar o setor privado a fazer o mesmo. "A principal importância da ação está no exemplo. Lutamos, todo dia, para conseguir insumos porque são usados numa velocidade muito grande e todos têm que estar paramentados. Se a gente não consegue proteger o colaborador, não conseguimos tratar o doente. Que os outros sigam esse caminho porque vamos precisar por mais um bom tempo", afirmou José Henrique Germann.

Segundo Magoo, o sentimento é de alegria, mesmo que o mundo esteja lutando contra a pandemia. "Estamos muito felizes hoje, não pelo momento, mas por conta da generosidade e solidariedade da CSU. Esse tipo de material é fundamental porque todas as cidades passam por uma dificuldade terrível quanto à arrecadação".

Já o Secretário da Saúde de Barueri, Dionísio Alvarez Mateos Filho, falou sobre a importância de enfrentar a Covid-19 juntos. "Fugir das dificuldades parece ser a coisa mais fácil, mas só se fortalece quando luta contra alguém forte - e nós estamos lutando contra o coronavírus. Todo aquele que busca a prosperidade para si próprio vai ter como resultado a pobreza e a desarmonia mental. Aqueles que enxergam o mundo como lar, como a CSU está fazendo, se tornam protetores da humanidade e leis superiores vão abençoá-los por isso", finalizou.

Ações internas

A responsabilidade da CSU é mantida dentro e fora da companhia. Com seus colaboradores, ações de prevenção têm sido realizadas de forma rigorosa para proteger a todos.

Com a ampliação do atendimento médico, o ambulatório está em plena atividade e a intensificação dos serviços de limpeza e higiene em todas as instalações está sendo realizada de forma massiva com a disponibilização de produtos e higienização como álcool gel e lenço umedecido com álcool 70 e sabonetes antissépticos. Na entrada, também foi instalado um ponto de controle para a medição da temperatura corporal.

Quanto ao afastamento, mais de 600 funcionários entraram em período de férias, além de colaboradores acima de 60 anos, jovens aprendizes e estagiários que receberam licença remunerada. Com a implementação de operações de atendimento em home office (teletrabalho), cerca de 2 mil colaboradores já evitam o deslocamento de suas residências.

Da esquerda para direita: Renato Bufalo (CSU), José Henrique Germann, Cristina Lima (CSU) e Gustavo Menezes (CSU).

Sobre a CSU
A CSU é empresa líder no mercado brasileiro de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, relacionamento com clientes, processamento e transações eletrônicas. Oferece soluções completas de programas de cartões de crédito e meios de pagamento eletrônicos, data center, soluções customizadas de loyalty, e-commerce, vendas, cobrança, crédito e contact center. Atuando de forma pioneira, a Companhia foi fundada em 1992 e tem suas ações (CARD3) listadas no mais alto nível de Governança Corporativa da B3 (BM&FBOVESPA/ Cetip), o Novo Mercado.