Vale refeição de professores: 7,50 por dia trabalhado, podendo chegar a 20 dias por mês, ou seja, R$150.

Prefeitura de Jordão aprova auxílio alimentação que pode chegar a R$150 para servidores da Educação


Prefeitura de Jordão aprova auxílio alimentação para servidores da Educação — Foto: Kezio Araújo/ Fala Jordão

A prefeitura da cidade de Jordão, no interior do Acre, sancionou uma lei que concede auxílio alimentação para os servidores do quadro da Secretaria Municipal de Educação por um período de seis meses. A lei foi publicada na edição desta sexta-feira (3) do Diário Oficial do Estado (DOE).
O benefício, que será pago aos professores e pessoal de apoio, não vai ser incorporado ao vencimento dos funcionários. A lei prevê o pagamento de R$ 7,50 por dia trabalhado, podendo chegar a 20 dias por mês, ou seja, R$150.
O auxílio-alimentação não vai ser pago aos servidores que tiverem faltas injustificadas, que não estão na devida função de origem ou aqueles com contratos por tempo determinado. Já os que estiverem de férias ou em licença maternidade vão receber.
Ainda segundo a determinação, o benefício vai ser custeado com recursos próprios do município. O auxílio alimentação vai ser concedido por meio do fornecimento de um cartão de aquisição exclusiva de alimentos.
“Essa é uma forma de compensar os professores e servidores de apoio que estão com salários defasados e até o momento não foi possível aprovar um plano, porque não estava pronto com os ditames todos determinados”, afirmou o vice-prefeito de Jordão, Ademir Figueiredo.

Comentários