google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

CMC - MÍDIA

Publique, contribua com o CMC

Bauru vai seguir o decreto do presidente Jair Bolsonaro

Comércio de Bauru vai reabrir a partir do dia 22, com decreto ou ...


A prefeitura de Bauru (SP) anunciou nesta quarta-feira (13) os detalhes do projeto chamado “Pacto por Bauru”, que prevê vários cenários para a flexibilização da quarentena na cidade que vão desde a abertura total do comércio até o lockdown, a versão mais rígida do isolamento social.
A principal novidade anunciada pelo prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB) durante a coletiva de imprensa que apresentou o programa foi a informação de que a quarentena permanece, mas com permissão de abertura de academias, salões de beleza e barbearias, seguindo decreto do presidente Jair Bolsonaro.
  • A decisão de Gazzetta desafia recomendação do governo do estado. Em entrevista coletiva no início da tarde desta quarta, o governador João Doria (PSDB) reafirmou ser contra a inclusão dessas atividades na lista de "serviços essenciais". Para Doria, o estado não têm condições sanitárias de permitir o funcionamento desses estabelecimentos.
"O governo federal decretou esses serviços como essenciais e cabe aos municípios acatar ou não. Ainda precisa de regulamentação do Ministério da Saúde, mas a prefeitura de Bauru, respeitando o pacto federativo, vai seguir a recomendação do governo federal e flexibilizar esses serviços na cidade", disse Gazzetta.
Para definir qual o rumo da quarentena na cidade, o programa, que implementa novos protocolos e ações de combate à pandemia do coronavírus, vai adotar uma série de critérios para a flexibilização que incluem desde o índice de isolamento social até a taxa de ocupação dos leitos de UTI dedicados a tratamento de pacientes com Covid-19.

Como funciona

Na entrevista coletiva, foi anunciado um novo sistema para definir quando o comércio poderá abrir totalmente. Esse sistema será próprio da prefeitura e vai se basear em quatro indicadores: curva epidemiologia, mortes/testagem, leitos/taxa de ocupação e isolamento social.
Esses indicadores combinados matematicamente vão apontar um índice que vai de 0,0 a 1. Quanto maior o índice, maior será o cenário de flexibilização.
Atualmente, segundo a prefeitura, Bauru tem índice de 0,43. O cenário 1, com pontuação menor, é o de maior restrição e que estabelece o lockdown; já o cenário 5 aponta para abertura total do comércio.
"Dos quatro indicadores do programa, o mais importante é o isolamento social. As pessoas precisam ter a consciência de que ficar em casa é importante porque isso faz subir a pontuação da cidade, e só assim poderemos mudar de fase e nos aproximarmos da flexibilização do comércio em geral”, explicou o prefeito.
Em Bauru, uma das pontuações zeradas entre os indicadores é a relacionada à testagem. O prefeito ainda colocou em dúvida a credibilidade do lote de testes que foi enviado à cidade pelo Ministério da Saúde.


Publique sua matéria