https://www.google.com/appserve/mkt/optin/AD-FnEw6aolQdEQFzj58DL0CRIvBVnLloDmToDBY4md6SHn3YqacVCZlkrbKFHqDmXkeAoP-nva2uUDxHwcbcwnNWAY5tQ-fX20uXTYUutPsyIQTW-5p-yLxuz4?hl=en-US google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

COMPARTILHAR

Home

Instituto Votorantim e BNDES selecionam municípios com maior vulnerabilidade



Instituto Votorantim e BNDES selecionam municípios com maior vulnerabilidade para receber apoio técnico no enfrentamento da Covid-19
Iniciativa em parceria com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) selecionará até 40 municípios para receber assessoria e mentoria
São Paulo, 2de maio de 2020 - O Instituto Votorantim e o BNDES lançam hoje a 2ª edição do edital Municípios Contra o Coronavírus, que selecionará até 40 municípios para receber assessoria técnica e especializada para as Prefeituras e para equipes das Secretarias Municipais de Saúde e de Gestão, para apoiá-las no enfrentamento e no gerenciamento dos efeitos da pandemia de Covid-19.
Podem participar as cidades de até 350 mil habitantes das microrregiões listadas como as de maior risco e vulnerabilidade frente à pandemia, conforme estudo realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)O recorte de municípios leva em conta esse levantamento, que lista as 41 microrregiões que podem ser atingidas em duas ondas de propagação do coronavírusconsiderando aspectos como a localização próxima a aeroportos, a disponibilidade e distribuição de leitos hospitalares e a vulnerabilidade social e econômica.
As inscrições serão recebidas até 2 de junho, e os municípios serão selecionados considerando aspectos relacionados a disponibilidade de equipe técnica e de gestão para participação na assessoria; estágio das medidas preventivas e de comunicação com as equipes de saúde e com a população; e articulação local, regional e federal no combate à pandemia.
Também serão usados como critérios de priorização para as inscrições recebidas dados relacionados à vulnerabilidade dos municípios em relação à pandemia, de acordo com o levantamento do Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM), criado pelo Instituto Votorantim, que conta com informações relacionadas a: porcentagem de população com mais de 60 anos; cobertura da atenção básica; cobertura da vigilância sanitária; dependência do sistema público; leitos de UTI e leitos normais; quantidade de profissionais de saúde, entre outros dados secundários.
Os municípios selecionados receberão apoio técnico remoto pelo período de até 4 meses, que pode ser prorrogado conforme necessidade e disponibilidade de recursoscom especialistas nas áreas de gestão e de saúde. A assessoria atuará em conjunto com o comitê gestor do município para gerenciamento da criseidentificando os principais impactos nas cidades, em função da Covid-19, para a elaboração de soluções para o enfrentamento da pandemia, considerando eixos como governança e gestão da crise; comunicação; vigilância; assistência; e impactos fiscais.
iniciativa "Municípios Contra o Coronavírus" já atua em quase 90 municípios brasileiros, em 18 estados. As cidades foram selecionadas via edital e por meio de indicação de municípios de influência das empresas investidas da Votorantimdo BNDES e de parceiros, como o Instituto Arapyaú.
A iniciativa faz parte do Programa de Apoio à Gestão Pública (AGP), do Instituto Votorantim e do BNDES, que ganhou a edição especial "Municípios contra o Coronavírus", para atendimento às demandas relativas ao planejamento do enfrentamento à Covid-19. Ao todo, a iniciativa poderá chegar a um investimento de R﹩ 4 milhões e atender mais de 150 municípios.
As inscrições para essa 2ª edição do edital são gratuitas e podem ser acessadas no site http://www.institutovotorantim.org.br/municipioscontraocorona/.
Os municípios têm de hoje (29/05) até 2 de junho para se inscrever, e os resultados serão divulgados a partir de 9 de junhoDúvidas podem ser enviadapelo próprio site, via formulário.
O projeto faz parte de uma série de ações da Votorantimsuas empresas investidasdo BNDES e de parceiros no combate à pandemia do novo coronavírusO principal foco são municípios menores, considerando a interiorização da pandemia e a escassez de infraestrutura de saúde nessas localidades, entre outros critérios. No total, a Votorantim, em conjunto com suas as empresas investidas, já realizou iniciativas que somam R﹩ 150 milhões.
Sobre o Instituto Votorantim
Criado em 2002, o Instituto Votorantim é o núcleo de inteligência social das empresas investidas da Votorantim S.A. e trabalha com geração de valor compartilhado. Isso significa promover benefícios sociais cada vez mais significativos e duradouros nas localidades de atuação da Votorantim, gerando um ambiente propício para a operação sustentável dos negócios.
A atuação do Instituto prioriza conhecer os atuais desafios dessas regiões para entender quais são as soluções de longo prazo para a sociedade e identificar oportunidades e riscos para os negócios. A partir desse diagnóstico, são elaborados estratégias e projetos para promover o desenvolvimento social, e, ao mesmo tempo, ampliar a competitividade das empresas.
Seu portfólio inclui o Programa de Valorização da Educação (PVE), que apoia gestores e professores municipais de mais de 100 cidades em todo o país; o Votorantim pela Infância e Adolescência (VIA), dedicado a crianças em situação de vulnerabilidade social; o Apoio à Gestão Pública (AGP), que investe na qualificação das cidades de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); o programa ReDes, que se dedica a fortalecer a economia de cidades de baixo desenvolvimento; o Encadeamento Produtivo, voltado para pequenas e micro empresas; e ainda os programas Qualificação das Organizações, Soluções de Participação Comunitária, Voluntário Corporativo e Engajamento com Partes Interessadas - Engaja!, este último direcionado à mediação de conflitos, entre outras atividades.
Sobre o BNDES
Fundado em 1952, é um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo e, hoje, o principal instrumento do Governo Federal para o financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira.
Para isso, apoia empreendedores de todos os portes, inclusive pessoas físicas, na realização de seus planos de modernização, de expansão e na concretização de novos negócios, tendo sempre em vista o potencial de geração de empregos, renda e de inclusão social para o Brasil.
No contexto da pandemia, uma série medidas emergenciais vêm sendo tomadas para ajudar o país a enfrentar os efeitos econômicos e impactos sociais, tais como linha de crédito para pequenas e médias empresas, campanha de financiamento coletivo "Salvando Vidas", cujo valor arrecadado será aplicado para compra de materiais, insumos e equipamentos para Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, sendo que a cada R﹩ 1 doado pela sociedade civil ou por empresas, o BNDES aportará mais R﹩ 1 no projeto, até o limite de R﹩ 50 milhões, entre outras ações, a exemplo do Edital Municípios Contra o Coronavírus. Para mais informações sobre a atuação do BNDES no enfrentamento da COVID-19, acesse o site http://www.bndes.gov.br.
Informações para Imprensa:
FleishmanHillard Brasil
Gabriel Santos
Tel.: +55 (11) 3185 9951
Cel.: +55 (11) 98732 0510
Sérgio Duran
Tel.: +55 (11) 3185 9931
Cel.: +55 (11) 97676-0602