google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

CMC - MÍDIA

Publique, contribua com o CMC

Para deputados petistas "Só antecipar feriado é pouco".

Para Bancada do PT na Alesp, só antecipar feriado é insuficiente


Projeto que altera o feriado de 9 de julho deve ser votado nesta quinta (21)


A Bancada do PT na Assembleia Legislativa de SP apresentou, na reunião do Congresso de Comissões desta quarta (20), voto em separado favorável com ressalvas ao projeto de lei 351 de 2020, que altera a data de comemoração do feriado civil de 9 de julho.

Em sessão virtual marcada para esta quinta (21), a partir das 14h, os parlamentares deverão deliberar sobre o projeto do governo que muda, excepcionalmente esse ano, o feriado para o dia 25 de maio, com o objetivo de aumentar a adesão ao isolamento social, necessário para conter o avanço do coronavírus no Estado.

Os deputados petistas são favoráveis à alteração, porém acreditam que a proposta seja insuficiente. No voto em separado, a Bancada coloca a importância de medidas complementares, como a restrição do tráfego de veículos pelas estradas e rodovias, no perímetro de 150 km a partir do marco zero da capital, e a instituição de barreiras sanitárias a serem instaladas em todas de rodovias de acesso aos litorais norte e sul do Estado de São Paulo.

A deputada Professora Bebel, líder da minoria na Assembleia Legislativa, destaca a falta de planejamento nas ações do governo em relação à covid-19 e lembra que a doença está avançando cada vez mais no interior do Estado. "Só antecipar feriado é pouco. Precisamos de um isolamento social horizontal, com liberação apenas dos trabalhadores dos serviços essenciais. Votamos favoravelmente pela urgência do projeto, mas queremos dialogar em cima desse substitutivo."

Publique sua matéria