https://www.google.com/appserve/mkt/optin/AD-FnEw6aolQdEQFzj58DL0CRIvBVnLloDmToDBY4md6SHn3YqacVCZlkrbKFHqDmXkeAoP-nva2uUDxHwcbcwnNWAY5tQ-fX20uXTYUutPsyIQTW-5p-yLxuz4?hl=en-US google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

COMPARTILHAR

Prefeito de Marília faz apelo ao governador por flexibilização das atividades paralisadas



Chefe do Executivo sugere equilíbrio entre cuidar dos doentes e dos empregos
Foto Noticia Principal GrandeO prefeito Daniel Alonso fez nesta quarta-feira (6) pela manhã, durante visita à rua São Luiz, principal referência comercial da cidade, um apelo ao governador João Doria para que haja uma flexibilização das atividades paralisadas.
“É de cortar o coração ver todas as lojas da rua São Luiz fechadas há mais de 50 dias. Por isso faço um apelo ao nosso governador para facilitar a vida destas pessoas que querem e precisam trabalhar. Marília é uma cidade empreendedora e destaque nacional na geração de empregos. Somente na nossa gestão, o número de vagas cresceu 212% e Marília não pode parar”, disse o chefe do Executivo.
Daniel Alonso lembrou também que Marília saiu na frente em todas as ações de combate à pandemia do Covid-19 (Novo Coronavírus) e por isso tem um dos menores índices de todo o Estado de São Paulo.
“Foram tomadas diversas medidas e ações de combate ao vírus antes mesmo do governo decretar a quarentena de forma oficial. Aqui começamos antes e por isso Marília tem hoje um dos menores índices de todo o estado; estruturamos toda a nossa cidade para evitar a proliferação do Covid-19 e há mais de dez dias estamos fazendo os testes rápidos em todas as pessoas sintomáticas, ou seja, estamos testando todos os casos suspeitos. Por isso, faço esse apelo ao governador João Doria para que busquemos o equilíbrio entre cuidar dos nossos doentes e também cuidar dos empregos dos cidadãos. Tenho certeza e convicção que Marília tem capacidade e competência para isso”, afirmou o prefeito.
O chefe do Executivo acrescentou que a flexibilização das atividades comerciais tem que seguir todas as medidas de segurança dos órgãos de saúde. “É perfeitamente possível reabrir o nosso comércio com todas as medidas de segurança, como uso de máscaras e álcool em gel, além de evitar aglomerações. Acredito que o governador João Doria será sensível em permitir essa flexibilização”.
Além do apelo ao governador, a Prefeitura de Marília protocolou no STF (Supremo Tribunal Federal) uma reclamação – de número 40.426 – com pedido para suspender a sentença do juiz da Vara da Fazenda Pública de Marília, Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, que proíbe o prefeito Daniel Alonso de adotar medidas para flexibilizar a quarentena e ampliar as autorizações de abertura do comércio na cidade.
Essa reclamação foi protocolada na segunda-feira, dia 4, e encaminhada na terça-feira, dia 5, para a relatora ministra Carmem Lúcia, que ainda não tomou decisão.

Fotos: Divulgação

Postagens mais visitadas