CMC - MÍDIA

Calçadão da Batista em Bauru no primeiro dia da reabertura da comércio.

Calçadão da Batista de Carvalho na área central de Bauru nesta segunda-feira, primeiro dia da flexibilização do comércio — Foto: TV TEM/ Reprodução


Nesta segunda-feira (1º) começou a flexibilização do Plano São Paulo, a quarentena do governo do estado e em Bauru, que está na fase 3, vários setores puderam voltar a atender clientes dentro da área comercial, mas essa é uma retomada com restrições.
No calçadão da Batista de Carvalho, no centro da cidade, um dos pontos de maior movimentação do comércio o movimento foi intenso durante toda a manhã e início da tarde. As quadras ficaram lotadas. Uma imagem que não se via há mais de 60 dias.
Em algumas lojas, clientes formaram fila pra poder entrar antes das 10 horas. Nessa fase o comércio no geral pode voltar a atender o público na parte de dentro, mas com restrições. Os clientes não podem provar produtos e a loja precisa manter a regra do distanciamento social
As medidas seguem o que foi estabelecido no Pacto Regional assinado pela prefeitura de Bauru e outras 38 cidades da região e são compatíveis com a fase que a cidade está no Plano São Paulo, que são as orientações do governo do estado para a retomada das atividades.
No plano do governo estadual, Bauru está na fase 3 (de cor amarela no mapa), que permite a retomada de atividades como comércio não essencial, shoppings, bares, restaurantes, imobiliárias, escritórios e concessionárias.
Bares e restaurantes também podem voltar a atender o público, assim como os shoppings. Porém em Bauru, esses setores tem algumas mudanças em relação ao plano do governo estadual. A partir desta segunda-feira somente bares e restaurantes de pequeno porte podem reabrir, os demais será a partir do dia 8 de junho, assim como os shoppings. Também voltam a funcionar os salões de beleza, estética e estúdios de tatuagem.
Já as academias que não estão previstas nessa fase no plano do governo do estado, poderão retomar as atividades na cidade com uma série de restrições. O decreto municipal pode ser conferido na íntegra no site da prefeitura.

fonte: