https://www.google.com/appserve/mkt/optin/AD-FnEw6aolQdEQFzj58DL0CRIvBVnLloDmToDBY4md6SHn3YqacVCZlkrbKFHqDmXkeAoP-nva2uUDxHwcbcwnNWAY5tQ-fX20uXTYUutPsyIQTW-5p-yLxuz4?hl=en-US google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

COMPARTILHAR

Home

Doria fala na retomada das aulas presenciais

Volta as aulas presenciais

do G1 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (17) que a Secretaria Estadual de Educação deve anunciar no dia 24 de junho o calendário de retorno das atividades escolares presenciais no estado. O anúncio depende, sobretudo, da recuperação do secretário Rossieli Soares, que teve alta nesta quarta do Hospital 9 de Julho, onde passava por tratamento para Covid-19, disse o governador em entrevista à rádio BandNews FM de SP.
"Na semana que vem, o secretário Rossieli Soares, que está se recuperando da Covid-19 e, felizmente, está se recuperando bem, vai anunciar provavelmente na quarta-feira, 24, um novo calendário escolar presencial. Até essa informação e até a volta [das aulas], que não será breve, vamos deixar claro pra não criar expectativas aos que estão nos ouvindo aqui. [A volta às aulas] será segura e no momento correto e será anunciada no próximo dia 24 pelo próprio secretário Rossieli", informou João Doria.
Durante a entrevista, o governador paulista alertou que o retorno às aulas não vai ser breve e só deve ser previsto na última etapa do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena, que fixa metas e indicadores para que os municípios paulistas possam voltar gradualmente às atividades.
"Em todo o mundo, a última etapa foi a etapa do ensino, porque o risco é maior de contágio. Então, nós faremos isso de forma muito cuidadosa. E no dia 24 de junho, quarta-feira da próxima semana, o secretario da educação Rossieli Soares anunciará quando as aulas poderão voltar, em que nível [se referindo às cores do Plano SP], em que momento e com quais protocolos", afirmou Doria.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (17) que a Secretaria Estadual de Educação deve anunciar no dia 24 de junho o calendário de retorno das atividades escolares presenciais no estado. O anúncio depende, sobretudo, da recuperação do secretário Rossieli Soares, que teve alta nesta quarta do Hospital 9 de Julho, onde passava por tratamento para Covid-19, disse o governador em entrevista à rádio BandNews FM de SP.
"Na semana que vem, o secretário Rossieli Soares, que está se recuperando da Covid-19 e, felizmente, está se recuperando bem, vai anunciar provavelmente na quarta-feira, 24, um novo calendário escolar presencial. Até essa informação e até a volta [das aulas], que não será breve, vamos deixar claro pra não criar expectativas aos que estão nos ouvindo aqui. [A volta às aulas] será segura e no momento correto e será anunciada no próximo dia 24 pelo próprio secretário Rossieli", informou João Doria.
Durante a entrevista, o governador paulista alertou que o retorno às aulas não vai ser breve e só deve ser previsto na última etapa do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena, que fixa metas e indicadores para que os municípios paulistas possam voltar gradualmente às atividades.
"Em todo o mundo, a última etapa foi a etapa do ensino, porque o risco é maior de contágio. Então, nós faremos isso de forma muito cuidadosa. E no dia 24 de junho, quarta-feira da próxima semana, o secretario da educação Rossieli Soares anunciará quando as aulas poderão voltar, em que nível [se referindo às cores do Plano SP], em que momento e com quais protocolos", afirmou Doria.