Última publicação

Reforma administrativa deve ser efetiva apenas no longo prazo

Para André Félix Ricotta, professor de Direito Tributário, a não inclusão dos servidores atuais deve facilitar a aprovação, mas proposta não será capaz de solucionar atuais distorções

As linhas gerais da proposta da reforma administrativa, que tem como objetivo reduzir gastos com o serviço público, já começaram a ser apresentadas pelo governo federal. As regras da medida afetam os futuros servidores da União, estados e municípios, mas não deve trazer economia aos cofres do governo no curto prazo, pelo fato de possuir efeito nulo sobre os atuais servidores públicos, além de preservar categorias como juízes, procuradores, promotores, deputados e senadores.

Especialista em Direito Tributário, o advogado e professor do Mackenzie, André Félix Ricotta,acredita que essa reforma não será capaz de solucionar as atuais distorções nos gastos com os servidores. "Os problemas atuais ela não vai resolver, pois será aplicada apenas para os novos servidores, para quem ingressar no serviço público …

Prefeito de Marília lidera reação contra o governador de São Paulo


Foto Noticia Principal Grande


O prefeito de Marília Daniel Alonso reage contra as medidas sem sentido e politiqueiras do governador João Doria, e que são seguidas a cegamente pelo prefeito de São Paulo. A cidade de Marília tem apenas 1 caso de morte (que veio para ser sepultado na cidade) e mais duas mortes suspeitas. A cidade está em uma situação muito melhor que a outros municípios de São Paulo, mas segundo os critérios adotados pelo governador Doria, a cidade de  Marília foi colocado no pior cenário, segundo os critérios birrentos do governador.    

O prefeito Daniel Alonso reagiu a essa injustiça que parece mais perseguição política com a cidade de Marília que sempre se demonstrou resistente as medidas descabidas, birrentas e politiqueiras adotadas pelo governador João Doria.     

Marília está sendo matérias nos principais jornais do país por conta desse enfrentamento ao governo de São Paulo.

Como essa e seguir, publicadas em algumas mídias virtuais:  

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse hoje que prefeitos que desrespeitarem o protocolo de reabertura gradual da economia do Estado estarão sujeitos a ações propostas pelo Ministério Público (MP-SP) “e eventualmente pelo próprio Tribunal de Justiça”.

Sobre o fato de o prefeito de Marília, Daniel Alonso (PSDB), ter autorizado a reabertura de bares, contrariando o chamado Plano São Paulo, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que a prefeitura de Marília foi notificada.

“O plano de retomada determina a medida de risco da região e a respectiva flexibilização. Marília ainda tem risco expressivo, notificamos a prefeitura de Marília, o prefeito Daniel Alonso estendeu o decreto para bares e esperamos que ele possa rever sua decisão”, disse.

O secretário-executivo do Centro de Contingência do combate ao coronavírus no Estado, João Gabbardo dos Reis, disse que os dados atuais mostram que não houve piora da pandemia em São Paulo.

“Os dados não mostram que houve piora, o que nós temos é a elevação no número de casos novos, que está vinculado ao aumento da testagem. Em alguns Estados, tem mais pessoas sendo diagnosticadas pelo teste rápido do que pelo [exame de proteína C-reativa] PCR, o que já era esperado”, afirmou.

(Conteúdo publicado originalmente pelo Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico)


Comentários