Regina Duarte foi exonerada do comando de secretaria especial da Cultura.

Regina Duarte é exonerada da secretaria especial de Cultura

Saída da atriz do cargo foi confirmada na edição desta quarta-feira, 10, do DOU, 

quase um mês após Bolsonaro anunciar que ela deixaria o posto

Por Da Redação - Atualizado em 10 Jun 2020, 05h54 - Publicado em 10 Jun 2020, 05h40

Regina Duarte


A atriz Regina Duarte foi exonerada do comando de secretaria especial da Cultura. A saída oficial da atriz do cargo foi publicada em edição desta quarta-feira, 10, do Diário Oficial da União, quase um mês após o presidente Jair Bolsonaro anunciar que Regina deixaria o posto, em 20 de maio.

Em vídeo publicado nas redes sociais do presidente à época, ele afirmou que Regina Duarte deixaria a secretaria da Cultura para assumir a Cinemateca Brasileira, em São Paulo, instituição responsável pela preservação do audiovisual brasileiro. A atriz, porém, continuou dando expediente em Brasília.

Regina Duarte assumiu a pasta, vinculada ao Ministério do Turismo, em 4 de março, após a saída de Roberto Alvim, que utilizou referências do nazista Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler, em um vídeo.

A trajetória de Regina Duarte na secretaria foi marcada por algumas polêmicas, como a renomeação do maestro Dante Mantovani como presidente da Fundação Nacional de Arte (Funarte), em 5 de maio, sem a atriz, que tinha exonerado Mantovani em seu primeiro dia como secretária, ser consultada.

Exoneração Regina Duarte
Exoneração de Regina Duarte foi publicada no DOU desta quarta-feira, 10 – Diário Oficial da União/Reprodução

A exoneração de Regina foi assinada pelo presidente Bolsonaro e pelo ministro do Turismo, Marcelo Henrique Teixeira Dias, conhecido como Marcelo Álvaro Antônio. Ainda não há um substituto definido.

fonte Revista Veja