https://www.google.com/appserve/mkt/optin/AD-FnEw6aolQdEQFzj58DL0CRIvBVnLloDmToDBY4md6SHn3YqacVCZlkrbKFHqDmXkeAoP-nva2uUDxHwcbcwnNWAY5tQ-fX20uXTYUutPsyIQTW-5p-yLxuz4?hl=en-US google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Tradutor

Pesquisar

Na madrugada, deputados tentam aprovar ajuda de R$ 4 bilhões para empresas de ônibus


De madrugada, deputados tentam aprovar ajuda de R$ 4 bilhões para empresas de ônibus
O deputado Hildo Rocha (PMDB-BA) Foto: Billy Boss/Câmara dos Deputados

Deputados tentaram aprovar na madrugada desta quarta-feira um socorro de R$ 4 bilhões para financiar o setor de transporte coletivo no país, como empresas de ônibus e outros tipos de concessão. O jabuti, como é conhecido um tema estranho incluído em projetos, foi apensado ao relatório da Medida Provisória 938, que trata do repasse da união aos fundos de participação de estados e municípios.
O deputado Hildo Rocha (MDB-MA), relator da medida, publicou nesta quinta-feira sete relatórios da MP, algo que não é comum. No último e que ele chegou citar em plenário, sem ler o conteúdo, há o auxílio a empresários de ônibus. A ajuda ocorreria em ano de eleição municipal.
- Pelo adiantar da hora, vamos direto ao fim do relatório - disse Hildo Rocha.
A inclusão do tema, entretanto, revoltou deputados. Parlamentares de Novo e PSOL passaram a obstruir a sessão, que acabou sendo adiada.
- Ou retira os R$ 4 bilhões ou não vamos votar essa medida - discursou Glauber Braga (PSOL-RJ).
- Nós não concordamos com essa medida dos ônibus - atacou Paulo Ganime (Novo-RJ).
Hildo Rocha tentou defender a votação na madrugada ao alegar que a MP perde a validade na próxima quinta-feira.
- O Senado vai ficar apertado para fazer essa votação - disse Hildo Rocha.
No relatório, o deputado do MDB registra:  "propomos a destinação dos recursos sobressalentes aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, e acrescemos previsão de entrega aos mesmos entes de R$ 4 bilhões para socorro aos serviços de transporte público coletivo".

COMPARTILHAR