https://www.google.com/appserve/mkt/optin/AD-FnEw6aolQdEQFzj58DL0CRIvBVnLloDmToDBY4md6SHn3YqacVCZlkrbKFHqDmXkeAoP-nva2uUDxHwcbcwnNWAY5tQ-fX20uXTYUutPsyIQTW-5p-yLxuz4?hl=en-US google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Tradutor

Pesquisar

O setor de materiais de construção vem se recuperando

materiais de construção civil

Vendas de materiais de construção superam período pré-pandemia


Estudo da Juntos Somos Mais revela que o varejo vem contornando a crise, dando fôlego à indústria, mesmo na quarentena

Embora o isolamento social tenha impactado o comércio em todo o país, o setor de materiais de construção vem se recuperando. As vendas da indústria em maio superaram o período pré-pandemia, com o varejo apostando mais no e-commerce.
De acordo com estudo exclusivo da Juntos Somos Mais, joint venture entre Votorantim Cimentos, Gerdau e Tigre, as vendas da indústria para o varejo no mês passado subiram 8% em relação a fevereiro.
A queda em materiais de construção foi bem menor do que em outras atividades. Na maior parte das cidades, o setor foi considerado como comércio essencial. Além disso, atribuimos o desempenho também aos consumidores ficando muito mais tempo em casa”, diz Antonio Serrano, presidente da Juntos Somos Mais.
Durante a quarentena, o consumidor sentiu necessidade de fazer reparos em casa e isso aumentou a demanda por materiais de construção. Neste contexto, materiais de acabamento registraram uma procura maior do que materiais básicos, como cimento, por exemplo. 
Segundo Serrano, o e-commerce também cresceu na quarentena. As vendas online não são uma prática tão comum entre as empresas do setor: em uma pesquisa com cerca de 1.200 lojistas, apenas 24% vendiam pela internet antes da pandemia. Mas com a quarentena, houve um aumento de 50% das empresas que passaram a apostar no e-commerce. 

COMPARTILHAR