https://www.google.com/appserve/mkt/optin/AD-FnEw6aolQdEQFzj58DL0CRIvBVnLloDmToDBY4md6SHn3YqacVCZlkrbKFHqDmXkeAoP-nva2uUDxHwcbcwnNWAY5tQ-fX20uXTYUutPsyIQTW-5p-yLxuz4?hl=en-US google.com, pub-0664806714269334, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Tradutor

Pesquisar

O SUCESSO DA NOVA REDE SOCIAL, A PARLER


Com o crescimento exponencial de medidas de censura em redes sociais como o Facebook e Twitter, em uma verdadeira caça às bruxas contra figuras conservadoras que incluiu até os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump, o aparecimento de redes alternativas se tornou um fato frequente nos últimos tempos, e uma delas começou a se popularizar justamente entre os usuários conservadores por se apresentar como um local de “discurso livre”, o Parler.
Criada em 2018 por John Matze e Jared Thomson, a plataforma se apresenta como uma forma de oferecer um ambiente onde qualquer pessoa pode compartilhar conteúdos com opiniões políticas e religiosas sem correr o risco de ser censurado.
– Não somos reguladores. Não somos governadores. Somos uma comunidade. Parler aceita o seu direito de expressar seus pensamentos, opiniões e ideais online – diz a plataforma.
Diversas figuras populares de direita, como o presidente Jair Bolsonaro e seus três filhos, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), já possuem perfis na rede.
O fundador do Parler, John Matze, afirma que a procura maior de conservadores no sistema criado por ele acontece em razão das frequentes censuras sentidas por essa parte do público em redes já tradicionais como Twitter e Facebook.
– Os conservadores têm sido repetidamente censurados e privados de direitos no Twitter e no Facebook, então estavam procurando um lugar onde pudessem se expressar e compartilhar suas idéias sem serem desligados – aponta.
Com uma aparência semelhante à do Twitter, o Parler usa “ecos” em vez de retweets e permite que contas deem gorjetas ou “votem positivamente” nas postagens de que gostam, em mecanismo similar ao apresentado na seção de comentários do fórum Reddit.
Uma ferramenta similar aos “Trending Topics”, ou assuntos mais vistos, do Twitter também está presente na redes social. No canto superior da página principal do Parler é possível ver uma lista com os tópicos mais comentados no ambiente virtual.
Pleno.News também está presente no Parler, para seguir é só clicar no link ou nos procurar no @plenonewsoficial para acompanhar as notícias veiculadas pelo portal em tempo real.

Tutorial como criar a conta no Parler

COMPARTILHAR