CMC - MÍDIA

Empresa chinesa é vista como favorita para trens em SP

Chinesa é vista como favorita para trens em SP



O prazo da licitação para concessão das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos - CPTM, que deveria ser lançada na primeira quinzena de agosto, acabou não ocorrendo. A promessa foi do secretário licenciado dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, durante uma entrevista à Revista Ferroviária. A declaração foi dada quando Baldy ainda estava efetivo no cargo, antes da prisão e acusação de corrupção.

Já os contratos, a previsão era que seriam assinados no início de 2021, ainda de acordo com a declaração do titular licenciado da pasta. Valerá por 30 anos, e entre as obrigações do novo operador estão a modernização de 35 estações, e a aquisição de mais de 30 novos trens.
Chinesa "favorita"Mesmo antes de ser lançado o edital de concessão, a empresa chinesa Sifang é apontada pelo chamado "mercado" como a favorita para assumir os serviços.
A informação é da Folha de São Paulo, que diz também que as empresas interessadas em participar do processo estariam considerando muito curto o prazo de 12 meses previsto para o início da entrega dos 30 novos trens.

A Sifang é uma subsidiaria da CRRC, anteriormente chamada CSR Qingdao Sifang Locomotive & Rolling Stock Co. Trata-se de uma fabricante de trens, sediada em Qingdao, na província de Shandong, na China.
No Brasil a empresa forneceu oito composições da série 2500 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, para a Linha 13-Jade. Foi a primeira série de origem chinesa da companhia.



cidade de marília - cmc