Retorno das missas presenciais em Marília

 Dioceses de Bauru e Marília anunciam volta das missas presenciais, com restrições — Foto: TV TEM/Reprodução

As dioceses de Bauru e Marília (SP) anunciaram nesta terça-feira (18) a retomada das missas presenciais nas mais de 50 cidades do centro-oeste paulista sob suas jurisdições para o próximo sábado (22). A retomada, porém, terá restrições e precisará seguir protocolos de segurança para minimizar o risco de contágio pelo coronavírus. 

A Diocese de Bauru, que abrange 14 cidades com mais de 40 paróquias, emitiu comunicado assinado pelo bispo Dom Rubens Sevilha no qual explica que as celebrações poderão ser realizadas a partir de sábado de maneira gradual e seguindo algumas regras do protocolo de segurança. 

Dentre essas regras estão a redução da capacidade de público para 40% nas igrejas que conseguem receber até 200 pessoas, e de 20% nas igrejas que podem receber mais de 200 pessoas.  Além das regras de higienização e do distanciamento social, o comunicado informa que as celebrações devem ser realizadas com até uma hora de duração.

Já na Diocese de Marília, que representa 37 cidade e mais de 65 paróquias, a principal restrição é a de ocupação máxima de 30% dos templos em relação à indicada pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo o padre Lico, chanceler da Diocese de Marília, as readequações vão respeitar os decretos estadual e municipais sobre a flexibilização da quarentena.

Além da limitação de ocupação, as igrejas deverão manter o distanciamento entre os fieis e oferecer álcool gel. Haverá também medição de temperatura das pessoas na entrada.

Segundo o padre Lico, outros sacramentos da Igreja, como casamentos e batizados, além de grupos de orações, encontros e reuniões não serão retomados neste primeiro momento de flexibilização.

O chanceler explicou ainda que, para respeitar a limitação de ocupação, as igrejas poderão optar entre oferecer agendamento para os fieis ou distribuir senhas.


Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília

Comentários