Black Friday deste ano

 Black Friday - 57% das pessoas vão participar da data e 87% vão as compras para natal e ano novo 

pesquisa da Rakuten Advertising afirmou que 87% das pessoas devem ir às compras para se preparar para natal e ano novo e 57% consideram participar da Black Friday deste ano. A grande discussão em todos os anos, já que a BF tornou-se um dos principais eventos para o e-commerce, é sobre satisfação do cliente: chove reclamações de todos os tipos.


Para falar sobre isso, quero te apresentar o Tomás Duarte, um dos principais especialistas em NPS (Net Promoter Score) da América Latina e CEO da Track.co, empresa que mede níveis de satisfação de clientes, por meio de canais digitais. Ele pode falar sobre a Black Friday e a pandemia, a mudança no comportamento do consumidor e ainda dar dicas para empresas para os clientes que irão comprar na data.

Para o cliente, Tomás fala que já é possível monitorar o e-commerce, para evitar ciladas na hora da compra (sites que alteram preços e dobram o valor para realizarem falsas promoções, por exemplo).

Para o empreendedor a experiência do cliente deve ser prioridade, além disso, aconselha que o empreendedor se planeje corretamente para a data, avalie as normas acerca do coronavírus, treine as equipes, prepare os sites para possíveis aumento de fluxos, quedas de sistema e atendimento ao cliente, ser multicanal, garantir que o site tenha uma boa aparência e confiabilidade e ser honesto com o cliente.

A pandemia impulsionou o e-commerce no mundo inteiro, esse passou a ser o meio mais seguro e funcional de fazer compras. No ano passado, o varejo online do brasil faturou quase R$3,2 bilhões, segundo dados da Ebit Nielsen.