Prefeitura de Marília decide sobre a retomada das aulas presenciais

 

Prefeitura de Marília decide sobre  a retomada das aulas presenciais

Decisão atende a grande maioria dos pais de alunos e leva em conta segurança das crianças e dos profissionais da educação

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal de Educação, confirmou no início da tarde desta segunda-feira, dia 28 de setembro, que as aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino não retornarão este ano.
A medida foi tomada para não colocar em risco os quase 19 mil alunos das Emeis (Escolas Municipais de Educação Infantil) e das Emefs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental), além das escolas parceiras (Amélie Boudet, Lar da Criança e Restaurante Infantil), em virtude da pandemia da Covid-19 (Novo Coronavírus).
A decisão atende também a grande maioria dos pais e responsáveis pelos alunos, já que em consulta realizada pela Secretaria Municipal de Educação, mais de 80% não queriam o retorno das aulas presenciais por questões de segurança.
A Prefeitura acrescenta também que não haverá prejuízo pedagógico aos alunos, já que o Programa Educação em Casa, lançado no dia 28 de abril, em parceria com o Univem (Centro Eurípides Soares da Rocha) e com a Câmara Municipal, é um grande sucesso, uma vez que quase 80% dos alunos já acessaram a plataforma e estão realizando as atividades.
Através da plataforma Google For Education, os mais de 19 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Marília têm acesso ao conteúdo pedagógico desenvolvido pelos professores durante esse período da pandemia.
Caso a família não tenha acesso à internet – PC, notebook ou celular – todo o conteúdo é disponibilizado também na forma impressa pelas escolas municipais.
ESCOLAS ESTADUAIS, PARTICULARES E UNIVERSIDADES
A Prefeitura informa ainda que as escolas estaduais, particulares e universidades terão autonomia para decidir se voltam ou não com as aulas presenciais, mas deverão seguir as determinações e protocolos estabelecidos pelo Plano São Paulo.

APOIE, COLABORE