Primeira concorrência do saneamento com modelagem do BNDES sinaliza retomada de investimentos no setor, diz ABCON


Leilão ocorrido hoje (30/9) teve sucesso ao escolher entre sete consórcios que fizeram propostas para operar a distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto em regime de PPP na região metropolitana de Maceió, Alagoas


Sete propostas participaram hoje (30/9) do leilão da PPP de operação de água, coleta e tratamento de esgoto para a região metropolitana de Maceió (AL), que aconteceu na B3, em São Paulo.

Com modelagem do BNDES, a concorrência atraiu grupos já atuantes e outros que buscam expansão no mercado de concessões de saneamento, confirmando a expectativa da ABCON, associação das operadoras privadas de saneamento, de que a competição e a retomada de investimentos será uma realidade após a aprovação da Lei 14.026/20, novo marco legal do setor.

"A concorrência da PPP em Alagoas sinaliza um novo apetite de grupos privados pelo setor", afirma Percy Soares Neto, diretor executivo da ABCON. Segundo ele, somente em editais promovidos pelo BNDES para os próximos meses há mais de R$ 50 bilhões em investimentos previstos.

A PPP da região metropolitana de Alagoas levará saneamento a 13 cidades e 1,5 milhão de pessoas, em um investimento previsto de R$ 2 bilhões apenas nos seis primeiros anos de concessão. O investimento total é de R$ 2,6 bilhões para 35 anos de concessão. A Casal, companhia estadual de saneamento de Alagoas permanecerá como responsável pela produção de água para a região da PPP.


Informações à Imprensa
Julia Martins | julia@agenciaemfoco.com.br | (11) 9 6083-5682
Nelson Lourenço | nelson@agenciaemfoco.com.br | (11) 9 9280-2111